Atlético-MG 2x1 Botafogo

Fogão perde jogo em Belo Horizonte

Atualizado em 26-11-2020 às 00:11

O Botafogo acabou derrotado por 2 a 1 para o Atlético-MG, em partida disputada no Mineirão, pela 23ª rodada do Campeonato Brasileiro. A equipe alvinegra volta a campo no dia 05/12, quando tem o clássico com o Flamengo, no Nilton Santos. 

O JOGO 

Atuando fora de casa, o Botafogo começou a partida em busca do resultado e finalizou duas vezes em cinco minutos, com chute de Pedro Raul e cabeçada de Forster. O goleiro Rafael defendeu as duas chances, embora a segunda tenha sido anulada por impedimento no lance. 

O Atlético respondeu pelo alto. Com 11 minutos, Rabello desviou de cabeça, após cobrança de falta, e Cavalieri fez defesa segura. Aos 16, o Glorioso acabou sofrendo o gol. Savarino aproveitou cruzamento de Keno e concluiu na segunda trave: 1 a 0 para o adversário. 

O jogo caiu um pouco de ritmo. O Fogão, postado no campo de defesa, tentava explorar os espaços com investidas de Warley. O Atlético-MG, por sua vez, levava mais perigo nas jogadas aéreas e de bola parada. Em escanteios, Sasha quase marcou gol olímpico e Savarino finalizou por cima da meta alvinegra. 

Na segunda etapa, o auxiliar técnico Emiliano Díaz tentou adotar uma postura mais ofensiva. Kalou entrou na vaga de Rentería. Mas logo aos quatro minutos, Sasha marcou de cabeça o segundo gol do rival e dificultou a vida do Glorioso. 

Em desvantagem, o Fogão mexeu mais uma vez. Honda entrou em campo para a saída de Kevin. No lance seguinte, em escanteio vindo da direita, Marcelo Benevenuto subiu mais que todo mundo e descontou para o Glorioso: 2 a 1. 

O gol deu novo ânimo. O Botafogo assustou aos 22 minutos com Marcinho, que cobrou falta da intermediária e obrigou Rafael a fazer boa defesa. Com 30, Matheus Nascimento e Rhuan entraram nos lugares de Pedro Raul e Warley, respectivamente. Em seguida, a arbitragem marcou pênalti em Keno. O adversário cobrou e Diego Cavalieri defendeu. 

Emiliano fez a última alteração aos 35 e promoveu a entrada de Éber Bessa na vaga de Forster. O Fogão foi para o tudo ou nada e subiu suas as linhas. Nos minutos finais, Kalou se atirou em cruzamento que passou na frente do gol e Matheus Nascimento ainda bateu por cima na pequena área. Mas foi só. Final de jogo: Atlético-MG 2x1 Botafogo 

BOTAFOGO: Diego Cavalieri; Kevin (Honda), Marcelo Benevenuto, Kanu e Victor Luis; Rentería (Kalou), Forster (Éber Bessa), Caio Alexandre, Marcinho e Warley (Rhuan); Pedro Raul (Matheus Nascimento). 

Fernando Morani


Norsk