notícia

Mais experiente

De volta ao Botafogo, Filipe Stolberg projeta boa temporada na elite do vôlei
Atualizado em 25-09-2019, 19:00

Atleta do vôlei botafoguense entre 2016 e 2018, Filipe Stolberg está de volta a General Severiano e vem treinando com o grupo alvinegro há dois meses. Mais experiente, o líbero jogou a última Superliga no Itapetininga, se consolidou na jovem equipe paulista que foi até os playoffs da competição, e foi convidado para retornar ao clube que lhe proporcionou a primeira oportunidade profissonal no esporte. Em entrevista, "Filipinho" mostrou gratidão pelo reconhecimento do Glorioso, falou sobre sua temporada na elite e as expectativas para 2019/20.

PRIMEIRA PASSAGEM

- Vejo como uma grande virada na minha carreira. Não tinha experiência a nível profissional e tive que me adaptar rápido para jogar uma Superliga B. No fundo, eu não sabia se ia conseguir jogar ou não, mas trabalhei duro, evoluí e pude ajudar o time. A segunda temporada eu considero como a minha maior evolução. Joguei com Marcelinho, Aranha, Mário Junior, caras de altíssimo nível, e eles me ajudaram muito na parte técnica. 

ITAPETININGA 2018/19

- Um grande amadurecimento profissional. Temporada de muitos jogos, enfrentando jogadores de Seleção Brasileira e outro ritmo de jogo na quadra. Por mais que eu tivesse feito duas boas temporadas no Botafogo, acabou sendo um pouco complicado, o nível é claramente mais alto. O Magoo (técnico) me ajudou muito, comprou a ideia de botar um líbero novo pra jogar, me apoiou e passou confiança para eu conquistar meu espaço. Fizemos um bom trabalho e alcançamos os playoffs. 

PRÉ-TEMPORADA LONGA

- Ano passado, cheguei no Itapetininga e tive um mês pra jogar. O entrosamento e o físico do time não estavam muito altos, mas a gente foi ganhando durante o Campeonato Paulista e chegou bem para a Superliga. Aqui, no Rio, o nosso estadual é bem curto e não te dá muito entrosamento pra disputar uma liga. Por outro lado, fisicamente o time vai estar garantido. É uma balança, mas acho que a falta dos jogos pesa mais, e a gente vai ter que compensar isso treinando muito forte. 

RETORNO

- Tenho um carinho muito grande pelo Botafogo, foi o time que me lançou como jogador profissional de vôlei. Só tenho a agradecer pelas duas oportunidades, tanto a primeira, quanto agora. Posso dizer que voltei pra minha casa,estarei ao lado da família e amigos, disputando uma liga fortíssima. Dá um ânimo extra!  Estou muito feliz com o retorno, o grupo é bom, unido, trabalha pesado e tem tudo pra fazer uma grande temporada. 

O Botafogo faz sua estreia na temporada 2019/20 de vôlei no dia 26 de outubro, às 18h, em General Severiano. 

 

Walner Junior