Sampaio Corrêa 2 x 0 Botafogo

Arbitragem ignora gol de Ronald e Botafogo perde jogo no Maranhão

Atualizado em 26-06-2021 às 19:06

Em partida válida pela 7° rodada do Campeonato Brasileiro da Série B, o Botafogo enfrentou o Sampaio Corrêa, no Castelão de São Luís, e acabou derrotado por 2 a 0. O time alvinegro segue com 8 pontos na competição e com um jogo a menos. 

O JOGO 

Atuando fora de casa, o Botafogo controlou as ações desde o início da partida. Com menos de 10 minutos, o time alvinegro chegou duas vezes. Primeiro com Ronald, que puxou contra-ataque, invadiu em velocidade e bateu por cima do gol. Depois com Navarro, que teve chance clara, mas parou no goleiro Mota.

Pedro Castro e Chay criaram jogadas perigosas, em cobrança de falta da entrada da área e em finalização após jogada individual, respectivamente. Eram marcados 22 minutos e só o Glorioso jogava. O castigo veio no primeiro ataque do Sampaio, que teve pênalti marcado a seu favor em bola que bateu no braço de Ronald. Daniel Costa converteu: 1 a 0 para o adversário.

A equipe alvinegra continuou com o domínio da partida, atuando no campo ofensivo a maior parte do tempo. Marco Antônio e novamente Pedro Castro criaram oportunidades no fim da primeira etapa, mas foram bloqueados pela defesa rival e por Mota mais uma vez. 

No segundo tempo, o Botafogo seguiu em cima, enquanto o Sampaio Corrêa esperava e fechava os espaços no setor defensivo. Gilvan teve chance em bola aérea, mas cabeceou sem direção. A pressão era grande e aos 10 minutos viria o gol de empate. Sim, viria. Mas após bate rebate na área, Ronald concluiu, Mota tirou dentro do gol e a arbitragem ignorou o lance que foi muito claro. 

Após muita reclamação e precisando empatar, a equipe ainda criou chances com Pedro Castro, que cabeceou por cima na pequena área, e com Diego Gonçalves, finalizando pra fora após entrar em velocidade de frente com o goleiro. No fim, o time se lançou à frente e acabou sofrendo o segundo gol em contra-ataque. Gui Campana ficou de cara com Douglas Borges e deu números finais à partida: 2 a 0.

BOTAFOGO: Douglas Borges; Warley, Kanu, Gilvan e Guilherme (Daniel Borges); Oyama, Pedro Castro (Ricardinho), Marco Antônio (Rafael Moura), Ronald (Felipe Ferreira) e Chay (Diego Gonçalves); Navarro. 

Assessoria de Comunicação

Em partida válida pela 7° rodada do Campeonato Brasileiro da Série B, o Botafogo enfrentou o Sampaio Corrêa, no Castelão de São Luís, e acabou derrotado por 2 a 0. O time alvinegro segue com 8 pontos na competição e com um jogo a menos. 

O JOGO 

Atuando fora de casa, o Botafogo controlou as ações desde o início da partida. Com menos de 10 minutos, o time alvinegro chegou duas vezes. Primeiro com Ronald, que puxou contra-ataque, invadiu em velocidade e bateu por cima do gol. Depois com Navarro, que teve chance clara, mas parou no goleiro Mota.

Pedro Castro e Chay criaram jogadas perigosas, em cobrança de falta da entrada da área e em finalização após jogada individual, respectivamente. Eram marcados 22 minutos e só o Glorioso jogava. O castigo veio no primeiro ataque do Sampaio, que teve pênalti marcado a seu favor em bola que bateu no braço de Ronald. Daniel Costa converteu: 1 a 0 para o adversário.

A equipe alvinegra continuou com o domínio da partida, atuando no campo ofensivo a maior parte do tempo. Marco Antônio e novamente Pedro Castro criaram oportunidades no fim da primeira etapa, mas foram bloqueados pela defesa rival e por Mota mais uma vez. 

No segundo tempo, o Botafogo seguiu em cima, enquanto o Sampaio Corrêa esperava e fechava os espaços no setor defensivo. Gilvan teve chance em bola aérea, mas cabeceou sem direção. A pressão era grande e aos 10 minutos viria o gol de empate. Sim, viria. Mas após bate rebate na área, Ronald concluiu, Mota tirou dentro do gol e a arbitragem ignorou o lance que foi muito claro. 

Após muita reclamação e precisando empatar, a equipe ainda criou chances com Pedro Castro, que cabeceou por cima na pequena área, e com Diego Gonçalves, finalizando pra fora após entrar em velocidade de frente com o goleiro. No fim, o time se lançou à frente e acabou sofrendo o segundo gol em contra-ataque. Gui Campana ficou de cara com Douglas Borges e deu números finais à partida: 2 a 0.

BOTAFOGO: Douglas Borges; Warley, Kanu, Gilvan e Guilherme (Daniel Borges); Oyama, Pedro Castro (Ricardinho), Marco Antônio (Rafael Moura), Ronald (Felipe Ferreira) e Chay (Diego Gonçalves); Navarro. 

Assessoria de Comunicação


Norsk