PROFUT

A Presidência da República decreta a Lei de Responsabilidade Fiscal do Esporte (LRFE) e estabelece princípio e práticas de responsabilidade fiscal e financeira e de gestão transparente e democrática para as entidades desportivas profissionais de futebol, cria o Programa de Modernização da Gestão e de Responsabilidade Fiscal do Futebol Brasileiro (PROFUT) e dispõe sobre a gestão temerária no âmbito das referidas entidades. Para tanto as entidades deverão publicar, em sítio eletrônico, alguns aspectos relevantes como:

PROCESSO REFERENTE AO BOTAFOGO PROCESSO REFERENTE AO BOTAFOGO

O clube aderiu ao PROFUT em novembro de 2015, atualizando seus débitos e recolhendo os tributos e contribuições incluídos no Programa de acordo com as condições estabelecidas na Portaria Conjunta PGFN/RFB nº 1.340 de 23 de setembro de 2015. A homologação formal e definitiva do parcelamento, encontra-se em processo de consolidação pela Secretaria da Receita Federal do Brasil (RFB) e pelo Instituto Nacional do Seguro Social (INSS). A Procuradoria-Geral da Fazenda Nacional (PGFN), a Caixa Econômica Federal (CEF) e a Procuradoria-Geral do Banco Central do Brasil (PGBCB), já consolidaram o parcelamento. Abaixo a demonstração da consolidação:

O valor de cada uma das parcelas do BACEN e da PGFN, será acrescido de juros obtidos pela aplicação da taxa referencial do Sistema Especial de Liquidação e de Custódia – SELIC, acumulada mensalmente, calculados a partir do mês subsequente ao da consolidação até o mês anterior ao do pagamento, e de 1% (um por cento) relativamente ao mês em que o pagamento estiver sendo efetuado. Abaixo o cronograma das parcelas sem a previsão de correção:

Foi feita a contratação da empresa SFAC Assessoria e Consultoria Empresarial Ltda, representada pela Sra. Teresinha Aparecida, especializada em solucionar os problemas junto à Caixa Econômica Federal – CEF, com os recolhimentos dos FGTS de ex-funcionários que transitaram nas esferas judiciais trabalhistas. Até o período de junho de 2016 já foram compensadas 27 (vinte e sete) parcelas do parcelamento do PROFUT – FGTS nº 2016.000854 e 12 (doze) parcelas do FGTS nº 2016.000853.

CONTRATOS DE TRANSMISSÃO DE IMAGEM CONTRATOS DE TRANSMISSÃO DE IMAGEM

ADIANTAMENTOS DE CONTRATOS
Refere-se a adiantamentos sobre contratos de longo prazo que são registrados no resultado do exercício de acordo com sua competência.

(i) Refere-se a remuneração adicional pela extensão dos direitos cedidos para as temporadas de 2016, 2017 e 2018, conforme Termo Aditivo ao Contrato de Cessão de Direitos de Transmissão em TV aberta e via Pay-Per-View do Campeonato Brasileiro Temporadas 2012 a 2015, celebrado em 16 de julho de 2012 e a repactuação dos valores e as condições de pagamentos, conforme 2º Termo Aditivo ao Contrato, celebrado em 11 de dezembro de 2015. Também compõem o saldo o Contrato de Cessão de Direitos de Transmissão do Campeonato Brasileiro Temporadas de 2019 e 2020, celebrado em 11 de dezembro de 2015 e a Proposta Comercial dos direitos do Campeonato de Futebol Profissional da Primeira Divisão do Estado do RJ Temporadas 2017 a 2014, celebrado em 16 de junho de 2016.

(ii) O valor refere-se à antecipação de todas as parcelas do período de maio de 2010 a maio de 2026 (192 meses), conforme Contrato de locação com a Cosan Combustíveis e Lubrificantes S.A., celebrado em 05 de maio de 2010.

DESPESAS COM MODALIDADES ESPORTIVAS NÃO PROFISSIONAIS E ATIVIDADES SOCIAIS DESPESAS COM MODALIDADES ESPORTIVAS NÃO PROFISSIONAIS E ATIVIDADES SOCIAIS

O Resultado por atividade está assim composto:

RECEITAS COM TRANSFERÊNCIAS DE ATLETAS RECEITAS COM TRANSFERÊNCIAS DE ATLETAS

O Clube negociou a transferência temporária dos Direitos Federativos dos Atletas Profissionais Mauricio Andreazzi Pereira para a Associação Desportiva Cabofriense Jean Victor Barros para o Botafogo Futebol Clube e Matheus Menezes Jacomo para América Football Clube.

CUSTOS COM FOLHAS DE PAGAMENTO E DIREITOS DE IMAGEM DOS ATLETAS DE FUTEBOL CUSTOS COM FOLHAS DE PAGAMENTO E DIREITOS DE IMAGEM DOS ATLETAS DE FUTEBOL

São gastos com atividades de caráter esportivo, necessários que sejam contratados para reforçar significantemente o plantel de jogadores para disputar os campeonatos nacionais e internacionais.

DESPESAS COM PAGAMENTO DE DIREITOS ECONOMICOS DOS ATLETAS DESPESAS COM PAGAMENTO DE DIREITOS ECONOMICOS DOS ATLETAS

RECEITAS COM BILHETERIA RECEITAS COM BILHETERIA

INVESTIMENTO NA FORMAÇÃO DE ATLETAS INVESTIMENTO NA FORMAÇÃO DE ATLETAS

Todo gasto aplicado na formação dos atletas, antes de se formarem profissionais, é controlado de forma individualizada nessas contas. Os valores passam a ser amortizados pelo prazo de contrato somente quando os atletas se tornam profissionais ou baixados integralmente, quando os mesmos são dispensados pelo Clube. Em 31 de dezembro de 2016, os gastos relacionados à formação de atletas somaram R$ 7.621 (R$ 6.144 na formação em 2015), que foram ativados em conta específica “Atletas em formação”. Em decorrência da dispensa de 67 atletas (86 atletas em 2015), foi registrado como despesa do exercício o valor de R$ 3.554 (R$ 3.320 no exercício de 2015) correspondente à baixa dos seus respectivos custos de formação. Permaneciam em 31 de dezembro de 2016, 73 atletas (86 atletas permaneceram em 2015) no plantel das categorias de base.

*A atualização é feita trimestralmente

© 2017 Botafogo de Futebol e Regatas