notícia

Plano alvinegro

Bruno Correa quer ficar no Botafogo por um 2015 vitorioso
Atualizado em 06-12-2014, 20:12

O ano de 2014 foi de superação para o atacante Bruno Correa. Contrato junto ao Al-Nasr, dos Emirados Árabes, o jogador natural de Americana(SP) agradou na primeira partida pelo Glorioso, mas se machucou e teve que superar lesões e cirurgias. Recuperado e com seu contrato válido até o dia 30 de dezembro, Bruno espera continuar no Botafogo em 2015.

Bruno Correa não vê problema em defender o Botafogo na Série B e destaca o tamanho da instituição como um dos pontos fortes para querer permanecer e escrever sua história no Glorioso. Ainda sem marcar pelo clube, Bruno mantém a tranquilidade e diz que isso pode acontecer com qualquer atacante.

Confira os principais trechos da entrevista coletiva do atacante Bruno Correa:

JOGO CONTRA O ATLÉTICO MINEIRO

- Eu não considero como amistoso. Estamos jogando pelo Botafogo e temos que honrar essa camisa do começo ao fim. Infelizmente nós caímos para a Série B, mas a importância para cada jogador é grande e considero como um jogo importante na minha carreira.

LUTA CONTRA LESÕES ATRAPALHARAM SEQUÊNCIA

- Infelizmente tive uma lesão grave junto com uma operação e só vou ter a oportunidade de jogar seis partidas. Estou tranquilo, sei que fiz o meu trabalho, me dediquei ao máximo e, independentemente se vou fazer o gol ou não, vou honrar essa camisa do Botafogo até o fim.

COMO ACABAR COM A FALTA DE GOLS

- Fazendo gols, né. Temos que marcar amanhã como o Atlético, ter tranquilidade. Infelizmente isso acontece no futebol. Já aconteceu comigo e com um conhecido de vocês, que é o Rafael Marques, ficou um bom tempo sem marcar e depois desandou a fazer gols. Nós atacantes temos que ter tranquilidade para fazer os gols e vencer o jogo.

DESEJO DE CONTINUAR

- Eu gostaria de permanecer. Meu contrato vai até dia 30 de dezembro e ainda não fui procurado por ninguém para conversar. Se quiserem tem o meu procurador e meu empresário para resolver a situação e se eles fecharem um acordo eu fico para a Série B sem problema nenhum.

A CAMISA PESA

- Simplesmente porque o Botafogo é um time grande. Seja na Série A ou na Série B, para mim é um time grande e quem está aqui pode aparecer muito no cenário brasileiro. O meu objetivo é ficar aqui no Brasil por mais um ano se o Botafogo quiser. Caso não queira eu vou seguir minha carreira como em todos os clubes que eu passei. Independentemente da Série B, eu considero esse time como um dos maiores do Rio de Janeiro. Com todo respeito as outras equipes, mas eu gostei muito de ficar aqui nesses últimos seis meses e peguei um carinho enorme. Os torcedores estiveram com a gente até aqui e eu fico no Botafogo sem problema nenhum.

BOM COMEÇO E EXPECTATIVA PARA 2015


- Eu tinha acabado de pegar confiança depois da partida contra o Ceará. Entrei como titular contra o Santos e aconteceu a lesão. Isso acontece e nós jogadores temos que passar por isso. Agora é ter a cabeça no lugar, fiz meu trabalho e agora esperar se fico no Botafogo ano que vem.

EMPENHO EM 2015 POR APOIO DA TORCIDA

- A gente tem que ter consciência que a Série B é difícil de jogar, tem times de qualidade, mas o Botafogo é time grande e temos que garantir uma vaga. Também é importante fazer um bom trabalho no Campeonato Carioca. A torcida vai nos incentivar ainda mais e com isso teremos confiança para o campeonato.

Confira a galeria de fotos do treino deste sábado nas imagens de Vítor Silva/ SSPress!


Marcos Silva