notícia

Ainda é possível

Mancini não aceita fim antecipado e garante luta enquanto houver chance
Atualizado em 21-11-2014, 13:40

O Botafogo treinou no Stadium Rio pela última vez antes do jogo decisivo diante da Chapecoense, domingo, às 19h30, na Arena Condá. O time trabalhou na parte da manhã e seguiu viagem para Chepecó, com chegada prevista para às 18h. Em entrevista coletiva, o treinador Vagner Mancini falou sobre o episódio com Jobson e garantiu que o time lutará enquanto houver chances na luta contra o rebaixamento.

Confira os principais trechos da coletiva de imprensa de Vagner Mancini:

ADVERSÁRIO EMBALADO

- A vitória da Chapecoense foi expressiva (4 a 1 sobre o Fluminense no Maracanã). Muita gente não acreditava nisso e ela veio de uma forma muito convincente. Isso vai dar mais moral ainda e já seria um jogo difícil mesmo se fosse derrotada. Eles vão jogar no domingo a chance de permanência na Série A e uma vitória para nós ainda nos dá a chance de sonhar. Não é fácil ganhar lá, a parte técnica é muito lesada em Chapecó e eu quero um time disposto a brigar em todas as partes do campo. Que estejamos dispostos ao choque e ao jogo duro.

COMPROMISSO COM O BOTAFOGO


- A vitória da Chapecoense não muda o que temos que fazer. Nossa obrigação moral é entrar em campo e tentar desempenhar o melhor. Embora o Botafogo tenha mostrado alguma deficiência, sempre tivemos muita vontade e isso não vai faltar até o final.

PAPO COM JOBSON


- Já conversamos e nos acertamos. Já falamos aquilo que achávamos e sentamos como dois seres humanos, o que aconteceu fortalece algumas coisas dentro do grupo. O Jobson é um jovem, tem muita coisa pela frente e eu não acredito que o erro vá se repetir novamente.

PÊNALTI ESCLARECIDO

- Na verdade o Botafogo sempre teve os batedores oficias de pênalti, mas nenhum estava em campo naquele momento. O Zeballos estava no banco e o Murilo teve um alto aproveitamento e por isso era opção, mas às vezes o que acontece dentro de campo é uma coisa dos jogadores. O Jobson também havia treinado e quando ele pegou a bola ninguém falou nada.

SEM APONTAR CULPADOS

- Eu estaria sendo muito oportunista se eu falasse a respeito do que aconteceu antes da minha chegada ao clube. Não tenho que julgar ninguém. Sou apenas o técnico do time e tenho que estar focado nos jogos. Sempre estive aqui nas entrevistas e fui o mais claro possível com a imprensa e com quem nos assiste.

ALÉM DO CAMPO

- Em muitos momentos eu tive  que atuar em campos que não era o meu. Muita coisa que aconteceu ao longo desses meses foram detectadas e alguém teve que colocar a cara para fazer. Uma máquina que vinha descoordenada e, em alguns momentos, ainda nos trilhos. Em muitos momentos eu tive que atuar numa hora que não tinha que atuar e talvez isso tenha gerado um desgaste maior.

A LUTA CONTINUA

- A gente ainda tem chance e temos que lutar. É nossa obrigação tentar vencer e nove pontos seguidos ainda podem nos deixar na Série A. Enquanto estivermos vivos no campeonato, temos que jogar até o fim.

ESTREANTE E DESFALQUE


- O Rony viaja e vai estar na lista. Foi uma surpresa a crescente dele na última semana e está confirmado. Já o Carlos Alberto não viaja e desfalca a nossa equipe.

TIME EM ABERTO

- Eu ainda não defini o time. Hoje nós subimos ao campo com os atletas ainda bem cansados e eu não pude fazer muito. No último jogo nos comportamos bem, não só na parte ofensiva, mas no geral funcionou bem até desperdiçar o pênalti. O aspecto emocional conta muito no time, mas pode ser que tenha algum tipo de mudança. Posso montar uma equipe mais forte fisicamente, tenho algumas opções na cabeça e ainda vamos definir.

MOTIVAÇÃO PARA SEGUIR


- Eu tenho um ideal de vida. Não sou um cara que busco na profissão somente a parte financeira. Não quero dizer que os meses de salários atrasados não pesam ,mas penso sempre em fazer as coisas certas, falar a verdade, respeitar as pessoas e a instituição Botafogo. Muitas vezes eu tive que incentivar, dar um abraço e chegar em casa arrasado. Ao longo do tempo você vai ficando cascudo na profissão e entendendo sua postura.

O jogo diante da Chapecoense será válido pela 36ª rodada do Campeonato Brasileiro. Na sequência, o Alvinegro encerra o ano diante de Santos e o Atlético Mineiro.

Confira a galeria de fotos do treino desta sexta-feira nas imagens de Vítor Silva/SSPress!


Marcos Silva