notícia

Disposto a colaborar

Renato atua bem em posição mais avançada e espera evolução gradativa do Botafogo
Atualizado em 20-01-2014, 12h40

Camisa 10, faixa de capitão e um gol. Renato teve boa atuação e ganhou elogios de Eduardo Hungaro na estreia do Botafogo em 2014, no empate em 1 a 1 com o Resende, sábado. Ele atuou em uma posição diferente no clube, mas na qual já está acostumado.

"É um função que fiz no Sevilla, com 9 gols no campeonato. Durante a semana, o Duda me perguntou se poderia atuar ali, disse que sim. Estou aqui para ajudar. É uma oportunidade de estar mais à frente, procuro entrar na área para quando a jogada sair finalizar bem", explica Renato, que não pretende continuar com a 10.

"Até estranhei, mas vou voltar a ser o 8. Nesse jogo, foi porque ainda não há a numeração fixa. Fiquei feliz com o gol com a 10, mas voltar a jogar com a 8. Recebi a camisa com este número das mãos do Gerson, espero continuar com ela", frisa.

Jogador mais experiente do Botafogo na estreia, Renato fez uma avaliação da partida. Ele considera que a atuação foi dentro do esperado e que a evolução virá com o decorrer dos jogos.

"Foi um jogo em que sabíamos que íamos encontrar dificuldadea. O Resende vem fazendo a pré-temporada antes, trabalha há mais tempo que a gente. Nossa equipe ainda não tem o entrosamento ideal, mas no geral não foi tão mal assim. Apresentou dificuldades no entrosamento, mas vem trabalhando para acertar já no próximo jogo. Tivemos nossas oportunidades, corremos bastante e lutamos, o jogo foi parelho. Esperamos melhorar a cada partida", finaliza.

O próximo jogo já é nesta terça-feira, contra o Bangu, em São Januário. O elenco treinou na manhã desta terça no Stadium Rio, com uma atividade de bolas paradas e um trabalho tático. Lucas, que sentiu dores no tornozelo, foi poupado. A tendência é o time ser parecido com o da primeira partida, já que Eduardo Hungaro pretende escalar os titulares quinta, contra o Madureira.

Danilo Santos