notícia

Elenco Fechado

Helton Leite valoriza postura do grupo e vê time forte pela reação
Atualizado em 13-10-2014, 19:30

O Botafogo derrotou o Corinthians num jogo de raça e coração. O 1 a 0 na Arena da Amazônia deu ao Glorioso novamente o gosto da vitória e reascendeu em General Severiano a esperança em dias melhores. Um dos destaques da vitória, o goleiro Helton Leite concedeu entrevista coletiva no Stadium Rio e, entre outros assuntos, citou a postura aguerrida do time em campo.

- Em relação ao jogo, gostaria de agradecer mesmo a Deus por tudo que aconteceu. Foi muita bênção e fico muito feliz com a vitória, principalmente pelo resultado que renova a nossa esperança dento do Campeonato Brasileiro. Esse jogo contra o Cortinhians mostrou muito bem como estamos lidando com a pressão. Entraram meninos jovens, como o Andreazzi e o Murilo e acho que, independente de idade, o principal nesse momento foi que o time deu as mãos. Esse espírito de união do grupo nos passa confiança para que qualquer jogador entre e renda o esperado, disse Helton.

Confira os principais trechos da entrevista coletiva de Helton Leite:


FAMÍLIA ESPORTISTA

- Lá em casa tudo é na base da pressão. Desde novo a gente já fazia natação e depois todo mundo foi fazer vôlei. Em determinado momento eu escolhi o futebol e foi muito legal. Isso já está enraizado na nossa família e somos todos muito unidos.

RESERVA IMEDIATO DO JEFFERSON?

- Eu não tenho o que falar. Qualquer decisão sobre isso é com o Mancini e ele vai decidir quem entrar em campo. O Botafogo está muito bem servido de goleiros e fico feliz por fazer parte dessas opções.

CONFIANÇA ELEVADA

- Cresce a minha confiança e a dos outros jogadores em mim. Isso é uma coisa natural e me sinto melhor. Em relação em ser segundo goleiro, não tenho o que comentar. O que me passaram anteriormente foi que eu jogaria duas vezes e foi isso que aconteceu. Daqui para frente é com o Mancini.

RODRIGO SOUTO JARDINEIRO?

- Acho que o Rodrigo Souto fez umas aulas de jardinagem, né? Ele recolheu direitinho os pedaços de grama(risos) - Comentando sobre a atitude do volante em arrumar o gramado após um pedaço de grama se soltar do campo no jogo contra o Corinthians. Brincamos e comentamos isso com ele no vestiário.

MÉRITOS PARA WALLYSON

- Eu acho que tive importância, mas eu sou um goleiro e o máximo que uma boa atuação minha pode render é que o time não sofra gols. Quem definiu o jogo para nós foi o Wallyson. Ele passou um momento conturbado no clube e ele pegou a bola na hora do pênalti. Foi decisivo.

COMEMORAÇÃO COM A TORCIDA

- Acho que foi mais um sentimento, um misto de alívio com alegria. O Corinthians tem um time muito sólido, com um sistema bem montado e a vitória provou para nós que podemos crescer. Se mantivermos essa pegada podemos crescer na competição.

NO PESO DA CAMISA

- O Botafogo é muito grande. A minha firmeza é acreditar em Deus e que podemos, independente do que os outros falam. Temos valor e somos importantes. Não estamos sozinhos dentro de campo e essa força vem pela fé.

SEM ESQUECER DA COPA DO BRASIL

- Estamos focados na Copa do Brasil. O próximo jogo sempre é o mais importante. Vamos jogar no Pacaembu provavelmente lotado, mas temos que ir lá, jogar e dar o nosso melhor contra o Santos.

CLASSIFICAÇÃO CONTRA O CEARÁ MOTIVA

- Essa vitória contra o Ceará foi inesquecível e essas conquistas tem a cara do Botafogo. Quando o André Bahia fez o gol nós entramos no campo para comemorar com ele, foi uma loucura. O Santos tem um time muito bom e o jogo começa 0 a 0. Vamos pouco a pouco buscar o resultado.

SANTOS SEM ROBINHO

- O Robinho é um grande nome sim e não está na seleção brasileira a toa. É importante para o Santos, mas acredito que sobrevivam sem o Robinho. Com ou sem ele o Santos continua sendo o mesmo e temos que jogar muita bola para poder vencer.

Marcos Silva