notícia

Postura heróica

Mancini elogia reação e vê fôlego final como fundamental para a classificação
Atualizado em 04-09-2014, 02:00

Um dia para ficar na memória. Diante do Ceará, no Castelão lotado, o Botafogo comandado por Vagner Mancini marcou dois gols decisivos nos acréscimos e garantiu a vaga nas quartas de final da Copa do Brasil com uma vitória por 4 a 3. A atitude dentro de campo foi digna desde o começo desfavorável e, mesmo diante dos gols cearenses, o time se manteve ligado no jogo e decidiu no momento certo. O treinador valorizou a postura dos seus comandados e citou a superação como parte da equipe.

- O Botafogo entrou decidido a fazer um grande jogo e marcar história. O Ceará tem uma boa equipe e lidera a Série B. Teremos uma série de obstáculos que vamos enfrentar contra outros times, mas muitas vezes em cenário desfavorável você acaba se superando. Essa superação faz parte da nossa equipe. Em questão de cinco, seis minutos teve uma reviravolta. Os gols foram em dois minutos e pouco. Todos estávamos exaltados e esperando o empate para ter um fôlego, que veio no último minuto 0 frisou o treinador, orgulhoso da sua equipe.

Diante do jogo frenético e de fortes emoções, Vagner Mancini confessou que pouco olhou para o relógio nos minutos finais. Sobre André Bahia, zagueiro autor do gol da classificação, aos 50, Mancini entregou que não costuma fazer muitos gols nos treinos,mas que o camisa 13 merece o tento deciso como um prêmio pela sua dedicação.

-  Nsse jogo especificiamente, até em função de tanta coisa acontecendo, olhei pouco o tempo. Já estava nos acréscimos e fizemos o gol. O Ceará desperdiçou uma chance com o Magno Alves, marcamos o quarto e felizmente deu tudo certo. O André Bahia mesmo nos treinos, rachões e dois toques dificilmente faz um gol. Hoje fez um espetacular, diante de todo um quadro. Enxergamos como um prêmio, pois nada na vida acontece por acaso - declarou o treinador.

Se o resultado saiu no campo, nos bastidores o time teve que se superar. Com os desfalques do goleiro Jefferson, com a seleção brasileira, Airton e Zeballos, lesionados e Rogério, suspenso, Mancini por pouco não perdeu outra peça importante antes do jogo. Segundo o treinador, Emerson Sheik atuou no sacrifício e recebeu cuidados especiais do Departamento Médico alvinegro para poder jogar.

- Hoje não sei dizer o que vai ser feito no domingo (contra o Atlético Mineiro). O Emerson jogou no sacrifício, teve febre, jogou à base de medicamentos e injeções. Hoje saiu o Daniel, entrou o Yuri. Já temos uma dificuldade enorme olhando para o banco, mas hoje o grupo deu mostra que as coisas estão virando em cima de muito trabalho. Hoje, todos se sentem orgulhosos pela vaga e pelo dia a dia saudável - encerrou Mancini.

O Botafogo volta a campo no próximo domingo, às 16h, diante do Atlético Mineiro, na Arena Independência. A partida será válida pela 19ª rodada do Campeonato Brasileiro.

Assessoria de Imprensa