notícia

Reforços na linha defensiva

Zagueiro Ruan Renato e lateral-esquerdo Guilherme Santos são apresentados
Atualizado em 09-01-2020, 12:26

A pré-temporada alvinegra segue com muito trabalho e também caras novas no elenco. Após o peruano Lecaros, foi a vez do zagueiro Ruan Renato, ex-Figueirense e Guilherme Santos, vindo do Paraná. Os jogadores já realizaram exames médicos, testes físicos e treinam com todo o elenco visando a temporada 2020. Os reforços foram apresentados pelo Gerente Técnico Valdir Espinosa, além de Marco Agostini, integrante do comitê de futebol alvinegro.

Em suas primeiras palavras, Ruan Renato destacou a honra por defender um grande clube como o Botafogo e chega focado para fazer história no clube.

- Primeiramente fico feliz por estar aqui no Botafogo, a oportunidade de voltar a jogar a elite do futebol nacional. Não vim para substituir o Gabriel. Tinha um projeto para vir mesmo com ele ficando. Sei que ele conquistou a torcida e espero também conseguir isso. A disputa esse ano vai ser muito boa e quem tem a ganhar com isso é o Botafogo e sua torcida. A motivação está dentro de nós e venho para fazer a minha história. Espero honrar essa camisa. Entrega, dedicação e trabalho não faltarão. Vejo o Botafogo como um gigante do futebol brasileiro. Já conhecia e também tive ótimas referências do clube. Espero que esse ano a gente possa reascender o carinho com a torcida - disse Ruan Renato.

Experiente, o lateral-esquerdo Guilherme Santos, 31 anos, considerou o acerto com o Botafogo como a maior oportunidade de sua vida e assegurou que se encontra em seu melhor momento como atleta. Gás total para crescer no clube da estrela solitária.

- Agradeço a Deus pela oportunidade de novamente jogar em um time de enorme grandeza como o Botafogo. Trabalhei muito para chegar até aqui e venho preparado, diferentemente das outras vezes que estive em outros clubes. Estou maduro, sério e creio que foi uma escolha correta. Trabalhando creio que temos grandes coisas para conquistar aqui dentro. O Botafogo é o clube que mais cedeu jogadores para a seleção brasileira e sempre que joguei contra tive respeito máximo. Independentemente do momento, é um clube respeitado. Agora temos a oportunidade de recolocá-lo em um lugar de respeito, fazer história aqui.

Confira os demais trechos da entrevista coletiva de Ruan Renato e Guilherme Santos:

FALA, RUAN RENATO!

CARACTERÍSTICAS DE JOGO

- Sou um zagueiro de muita força física, gosto de fazer o jogo e acho que hoje no futebol o zagueiro tem que se modernizar, não dá para ficar no chutão. Conversei com o Alberto, ele me falou do que espera em um zagueiro e acredito que me encaixo nessas características. Ainda não pude conversar muito com meus companheiros, mas esse entrosamento virá durante a pré-temporada.

BOA ESTRUTURA NO ALVINEGRO

- Passei por alguns clubes e é difícil você encontrar como aqui no Botafogo. Isso facilita para nós, agiliza o processo dentro da pré-temporada e até agora não nos faltou nada. Excelente estrutura.

FALA, GUILHERME SANTOS!

RESPOSTA EM CAMPO PARA AJUDAR NO PROCESSO DA S.A.

- O campo é a melhor resposta para se dar. Desde que cheguei gosto de entender bem o que se vive aqui dentro do clube e temos que ter foco para que as coisas aconteçam lá dentro. Outras situações podem ser facilitadas se as coisas acontecerem dentro de campo.

RESPEITO AOS COMPANHEIROS DE POSIÇÃO E CARACTERÍSTICAS DE JOGO

- Primeiro a gente nunca chega em algum lugar com cadeira cativa, mas sempre respeito todos os companheiros de posição. Sempre terei que estar preparado para o desafio. A minha característica mudou muito durante os anos. Comecei muito ofensivo, joguei na Europa, no Japão e cresci muito na parte defensiva. Espero poder corresponder.

VOLTA POR CIMA E NOVOS OBJETIVOS COM O BOTAFOGO

- Não gosto muito de voltar nesses assuntos do passado, mas me perdi um pouco na carreira, algumas oportunidades e quando falo de diferenças é que hoje chego valorizando a camisa do Botafogo. Lógico que durante o dia vamos crescer, conhecer o clube, mas internamente é a primeira vez que chego em um lugar preparado para ser um profissional. Sei do meu talento, foi o que me fez chegar aqui também e hoje vivo novos sonhos. Um deles é poder voltar para a Série A e vestir uma camisa como a do Botafogo.

VELHO NÃO, EXPERIENTE

- A idade é apenas um número. Estou melhor hoje do que quando tinha 20 anos(risos). Me considero preparado fisicamente. Na minha época eu procurei ouvir e melhorei. O Botafogo tem muitos jogadores jovens e talentosos. Vamos buscar jogar com essa experiência e me colocar como exemplo.

O NÚMERO 6 NAS COSTAS

- A gente sabe que às vezes a gente entra dentro de campo com um frio na barriga com o número que está carregando nas costas. Um cara respeitado e vou procurar dentro das minhas qualidades honrar o clube e também o nome do Nilton, fazer um trabalho bem feito.

Apresentação de Ruan Renato e Guilherme Santos - 09/01/2020

Assessoria de Imprensa