notícia

Agradecido

De saída para o Japão, Jorge Wagner se despede e deseja sorte aos ex-companheiros
Atualizado em 29-07-2014, 21:05

De saída para o futebol japonês, onde defenderá o Kashima Antlers, o meia Jorge Wagner esteve no Stadium Rio para se despedir dos ex-companheiros de equipe. Após saída em acordo com a diretoria, o meia de 35 anos atendeu a imprensa e falou sobre o retorno ao futebol japonês.

- Foi o país que me dei bem, me acolheu. Tenho um reconhecimento muito grande do torcedor japonês e uma oportunidade como essa, no momento em que estou na carreira, eu não poderia deixar passar. Fico triste por deixar meus companheiros nessa situação, mas ao mesmo tempo eu sei que eles tem condições de estar brigando por coisas melhores no campeonato. Eu vou estar longe, mas estarei torcendo para eles - disse Jorge Wagner.

Durante os seis meses que esteve no Botafogo, Jorge Wagner foi o camisa 10 da equipe na disputa da Copa Libertadores e exerceu o papel de ser um dos jogadores mais vitoriosos e experientes do elenco. Na despedida, Jorge Wagner ressaltou a grandeza do Botafogo e acredita que o atual plantel, apesar dos problemas financeiros do clube, tem condições de dar a volta por cima no Campeonato Brasileiro.

- O Botafogo é um time grande, que está sempre brigando dentro das competições. Isso ai foi demostrado no ano passado, que mesmo com todos os problemas chegou à Copa Libertadores. Muitos jogadores gostariam de estar jogando no Botafogo, um clube grande. Acho que os jogadores que estão aqui tem condições de lutarem pela Libertadores. A partir do ano que vem eu acredito que o Engenhão já esteja à disposição, questão que foi muito debatida nesse ano. O Botafogo perdeu muito em não ter jogado aqui, não ter conseguido os recursos que normalmente conseguiria para o time. Independente disso tudo o Botafogo é muito grande - finalizou o meia.


Confira o recado de Jorge Wagner em sua despedida no Botafogo na TV do Fogão!

Marcos Silva