notícia

Homenagem especial

Botafogo tira estrela do escudo em ação para o Dia das Mães com Onu Mulheres
Atualizado em 11-05-2019, 16:00

O Botafogo de Futebol e Regatas fez uma homenagem muito especial ao Dia das Mães, dando destaque às famílias lideradas por mulheres que criam os filhos sozinhas. Em parceria com a ONU Mulheres, no clássico contra o Fluminense deste sábado, o Clube deu voz à causa HeForShe - campanha de solidariedade que defende os direitos das mulheres - e surpreendeu ao entrar em campo sem a sua gloriosa estrela solitária no uniforme.

O mistério começou quando o Clube apresentou, nas redes sociais, uma mensagem na qual o seu escudo aparecia sem a estrela solitária, símbolo-máximo do Botafogo, despertando a curiosidade e expectativa entre os torcedores. Momentos depois, os jogadores entraram em campo sem a estrela no escudo do uniforme, porém carregando uma faixa com a seguinte mensagem: "A estrela solitária saiu do escudo para lembrar de outras: as 11,6 milhões de mães que criam seus filhos sozinhas. Estamos com elas”.

- O Botafogo faz questão de usar a força da instituição para dar luz a essa importante causa. Essa ação é a forma que encontramos para homenagear as mães nesse dia especial. O futebol é dominado por exemplos de mães solitárias que lideram famílias com muito sacrifício. A nossa campanha vem para ajudar a romper as barreiras existentes - destacou o Presidente Nelson Mufarrej.

O escudo do Botafogo, eleito o mais bonito do mundo, tem sua forma simples e elegante facilmente reconhecida por torcedores e amantes do futebol em todo o planeta. A ausência e a posterior revelação da Estrela Solitária, figura que representa a mística alvinegra e é tão valiosa ao torcedor alvinegro, joga luz sobre uma questão que envolve uma complexa teia de problemas sociais. 

- Somente o nosso tradicional escudo, pela sua forma e síntese visual, era capaz de traduzir toda a mensagem que a campanha precisava. Foi um orgulho dividir com a ONU Mulheres esta ação. Que seja o início de uma parceria transformadora, pois buscamos consolidar a participação do Botafogo numa agenda de ações sociais. Todo clube esportivo deve participar ativamente de projetos que despertem a cidadania. - completou o Vice-Presidente de Comunicação Marcelo Fonseca.

Segundo o IBGE, o Brasil tem 11,6 milhões de famílias de mulheres sem cônjuge e com filhos, morando ou não com outros parentes. São mães que criam seus filhos sozinhas e concentram responsabilidades familiares. Grande parte é formada por mulheres negras e de baixa renda, que se encontram em situação de alta vulnerabilidade social. Elas encontram barreiras para entrar no mercado de trabalho ou até mesmo estudar.

- A campanha Estrelas Solitárias não somente dá visibilidade a essa realidade crescente, como faz o chamamento público para que os homens assumam a sua responsabilidade como pais e cuidadores, fazendo advocacy para o fim da ausência dos homens na sua condição de pais - afirmou Ana Carolina Querino, representante interina da ONU Mulheres Brasil.


Ação de Dia das Mães
Botafogo de Futebol e Regatas