notícia

Vontade grande

Adaptado ao grupo, Yuri Mamute agradece oportunidade e só pensa em jogar
Atualizado em 10-07-2014, 18:38

Eleito em 2013 o melhor jogador do Torneio de Toulon, na França, o atacante Yuri Mamute chegou ao Botafogo com boas referências da sua força e vocação para marcar gols. Com apenas 19 anos, o atacante gaúcho diz estar adaptado ao grupo e têm em Vagner Mancini o apoio necessário para trabalhar com calma e se preocupar apenas em jogar futebol.

"É muito gratificante estar aqui. O Botafogo está me dando uma oportunidade para mostrar o meu trabalho, vim por empréstimo, o grupo me recebeu muito bem e espero dar o meu melhor. O Mancini conversou comigo e pediu para eu trabalhar tranquilo e forte, ficar à vontade, não me preocupar com nada e só jogar", falou o jovem atacante gaúcho.

Facilmente adaptado ao elenco, o jovem Yuri Mamute contou com a ajuda especial de Edílson, com quem jogou no Grêmio. O atacante agradeceu o apoio do experiente lateral e elogiou as características de jogo do camisa 33.

"O Edílson eu conheço desde o Grêmio, jogamos juntos lá. É um jogador forte, uma ótima pessoa e me da bastante conselhos, não só ele, mas todos os jogadores. Pediu para eu me sentir à vontade, agradeço ele por ter me dado uma moral e estou muito feliz", disse Yuri.

Conhecido pelo bom desempenho na seleção brasileira de base, Mamute acredita que a experiência positiva com a camisa amarelinha pode agregar valor no início da sua trajetória no clube.

"Tive uma experiência ótima na seleção brasileira, pude mostrar o meu futebol e realmente consegui dar o meu melhor. Tive bastante oportunidades, sequência de jogo e foi lá que joguei bem. Joguei com o Dória em Toulon, fomos campeões juntos e fui eleito o melhor do campeonato, com a ajuda dos meus companheiros, é claro", comentou Mamute.

Com o foco mantido nos treinamentos, Mamute revela estar mais tranquilo em campo ao lado dos novos companheiros e só pensa em jogar.

"Ainda é o começo do trabalho. No início a perna pesa um pouco, mas estou mais solto, mais alegre e tenho evoluído nos treinamentos. Minha característica é a força, explosão. Vou dar o máximo no clube. Pra mim tanto faz, o importante é jogar", finalizou Mamute

Marcos Silva