notícia

Juntos podemos

Com grupo fechado, Zé Ricardo projeta jogo crucial contra o América Mineiro
Atualizado em 14-09-2018, 15:00

Zé Ricardo trabalha por soluções e um novo rumo ao Botafogo no Campeonato Brasileiro. A oportunidade de somar três pontos valiosos será diante do América Mineiro, domingo, às 11h, no Estádio Nilton Santos. Com promoção de ingressos e casa cheia, o comandante acredita no resultado boa conexão entre time e torcida pela vitória.

- A pressão faz parte do ambiente do futebol e temos que saber administrar entendendo que faz parte. A torcida tem o direito de cobrar , é o patrimônio do clube. Mas essa pressão tem que vir acompanhada de apoio, que é o que precisamos para vencermos essa partida - disse o treinador.

Confira os demais trechos da entrevista coletiva de Zé Ricardo:

APOIO DA DIRETORIA

- A palavra da direção foi apenas no sentido de mostrar que estão ao lado dos atletas. Foi muito importante e estamos juntos nessa situação. O atleta não valoriza só dinheiro, mas também na sua carreira. E estamos empenhados para reverter essa situação. 

EQUILÍBRIO E ATITUDE

- A vitória é fundamental, mas o respeito é muito grande. Conheço o Adilson um pouquinho e está fazendo um trabalho muito bom, com vitórias fora de casa contra equipes importantes. Temos que estar atentos, eles sabem do nosso momento. Temos que ter equilíbrio, mas sem passividade. 

LÉO VALÊNCIA

- Ele se prepara sempre muito forte e encara o treinamento como um momento fundamental. 

MENTALMENTE FORTES

- Não só acredito como tenho certeza que precisamos estar mentalmente equilibrados. Não podemos negar que estamos pressionados e precisamos falar menos e agir mais. 

O AMÉRICA MINEIRO

- Contam com jogadores experientes, principalmente no meio. Conseguem ditar ritmo e acredito que nos esperarão no incício e aproveitarão os jogadores rápidos na transição. Os respeitamos muito e saberemos que teremos dificuldades. 

CIENTES DA NECESSIDADE

- Não preciso pedir isso para eles. Todos nós profissionais sabemos aonde queremos chegar. Levar da teoria para a prática. Esse grupo se cobra bastante e tenho certeza que com tranquilidade e atitude possamos sair dessa situação já nesse próximo jogo. 

MARCINHO

- A substituição que fizemos contra o Fluminense foi para adotar um 4-24 com Brenner e Kieza. O Marcinho estava com um amarelo e o tirei por precaução para não acontecer, por exemplo, o que houve com o Moisés contra o Palmeiras e sofremos dois gols. Ele é um jovem atleta e está evoluindo mesmo tendo feito quase toda a sua base como meia. Será cobrado assim como todo atleta.

PELA MELHOR PONTARIA

- É um conjunto de fatores, estamos detectando alguns problemas e tentando solucioná-los. Todos nós temos culpa e temos que nos cobrar de uma forma profissional. Estamos fazendo uma boa semana e tenho muita fé que a partir de domingo as coisas vão mudar. 

PARA NÃO REPETIR

- Vou fazer o contrário. O que não podemos repetir foi a atuação no Sul diante do Grêmio. Fizemos boa partida contra o Cruzeiro e essa tem que ser nossa referência. Temos competência e precisamos traduzir isso em resultados. 

PISICOLÓGICO FORTE

- Não sou um especialista, mas como professor sabemos que uma boa conversa tem mais efeito que ir a campo treinar em alguns momentos. Uma conversa individual, por setores, um trabalho que todo treinador tem que desenvolver. Como o momento é mais delicado temos que usar esse artifício mais vezes. 

NO RUMO CERTO

- Acho que já estamos bem mais à vontade. Claro que muitas vezes o futebol não te dá isso, esse tempo. Quando não se tem uma sequência positiva várias coisas parecem erradas e é o momento de entender o que vai dar resultado e o que precisa corrigir. O trabalho está sendo feito e agora temos que colocar em prática. Temos que olhar para frente.

CONFIRA A GALERIA DE FOTOS DO TREINO: (VITOR SILVA/SS PRESS/BFR)

Treino - 14/09/2018

Marcos Silva