notícia

Pensando alto

Bolatti vê crescente do time e quer Botafogo entre os primeiros no Brasileirão
Atualizado em 20-06-2014, 17:01

O período de treinamento durante a Copa do Mundo tem elevado a autoestima do elenco alvinegro, principalmente do volante argentino Bolatti, que encara o momento com determinante para uma sequência positiva do Botafogo no Campeonato Brasileiro.

"O futebol tem essas coisas. Acho que demoramos um pouco para acertar, mas melhoramos muito nos jogos. Passamos a criar mais situações de gols e melhoramos muito nesse sentido, mas não tivemos sorte em alguns jogos.Tentamos sempre fazer o melhor e mudar esse momento. Uma vitória e dois empates contra adversários importantes como Corinthians e Palmeiras nos deixa mais confiantes para a sequência do ano", comentou Bolatti.

Jogador de uma das posições mais concorridas no atual elenco, o experiente volante argentino ganhou a companhia de Edílson, lateral-direito utilizado no meio pelo treinador Vagner Mancini. Bolatti não poupou elogios ao atleta e disse que ganha em campo com as características de Edílson.

"Ele é um jogador fisicamente com características que da para jogar no meio. É muito potente, tem muita velocidade, sabe jogar com a bola nos pés e tem um bom chute de fora da área, o que pode ajudar o grupo", falou Bolatti.

Confiante no trabalho realizado por Vagner Mancini, Bolatti acredita que o time alcance melhores resultados no segundo semestre, inclusive figurando entre os quatro primeiros da competição nacional.

"Foi um grande período. Os resultados não acompanharam um pouco, mas mudamos muito e começamos a ver um Botafogo mais participativo nos jogos e acho que se continuarmos desse jeito o resultado vai chegar logo. Me sinto bem dentro do time e acho que aqui todos tem a confiança do treinador para fazer grandes jogos e brigar por uma vaga na equipe. O principal objetivo de todos aqui é chegar entre os quatro primeiros colocados", disse Bolatti.

Fundamental na classificação da Argentina para a Copa do Mundo de 2010, que disputou sob o comando de Maradona, Bolatti falou sobre suas expectativas em voltar à seleção.

"São momentos diferentes. Passei uma fase em que perdi o ritmo de jogo, me machuquei e a seleção mudou de treinador. Talvez o novo comandante tenha um jeito de jogar que eu não seja o meu perfil. Sei lá, são muitas coisas e eu sempre digo que é o treinador que decide e eu sempre tentarei estar na seleção. Todo jogador quer estar e eu gostaria de voltar. Nunca participei desse processo atual, então estou tranquilo, sei que já realizei o sonho e vou trabalhar para quem sabe voltar um dia", finalizou Bolatti.

Confira a galeria de fotos do treino desta sexta-feira, no Cefan.

Marcos Silva