notícia

Um novo Botafogo

Alberto Valentim destaca confiança do elenco e trabalho forte para a sequência do ano
Atualizado em 20-04-2018, 17:41

O título do Campeonato Carioca coroou o primeiro semestre do Botafogo, uma equipe que buscou forças, reagiu e levantou a taça com a marca do treinador Alberto Valentim. O comandante chegou no meio do Estadual, na Taça Rio, e iniciou ao lado dos atletas e comissão técnica uma interessante reação. Prestes a completar dois meses de trabalho no Glorioso, Valentim analisou seu grupo e projetou a sequência da temporada.

- Passou rápido, tudo muito intenso e corrido. Jogos atrás de jogos e algumas semanas cheias importantes para nós. Achei que passou rápido também. O balanço é positivo, estamos criando uma identidade, um padrão de jogo. O título foi merecido, fortalece e ajuda. Temos que trabalhar muito para melhorarmos em todos os sentidos, lá atrás, na frente, para fazermos um bom campeonato - disse o treinador.

O treinador lembrou de tudo que fez até aqui, mas também lembrou que ainda há muito trabalho pela frente e novos objetivos para o Botafogo na sequência da temporada. Pelo Campeonato Brasileiro o Botafogo enfrentará na segunda rodada o Sport, segunda-feira, na Ilha do Retiro.

- Será um jogo muito difícil e estamos vendo muitas coisas deles. Não é fácil estrear com uma derrota por 3 a 0, mas temos que estar muito preparados para esse jogo lá. Preciso definir a equipe esperando a liberação ou não do departamento médico. Com uma semana cheia eu gosto de aproveitar bastante e depois saber se terei todos à disposição - analisou Alberto Valentim.

Confira os demais trechos da entrevista coletiva de Alberto Valentim:

O PEDIDO EM SUA CHEGADA

- O que eu tinha pedido foi para que trabalhássemos forte para acelerar o processo do que eu queria, uma vitória logo na estreia. Fomos melhorando aos poucos e com as vitórias a confiança vem. Falei aqui e pedi para que tomassem cuidado com isso quando perdemos a Taça Rio, não queria ganhar apenas isso e sim o Campeonato. Precisávamos passar pelo Flamengo, um concorrente importante e uma oportunidade para revertermos aquele primeiro turno. E foi o que aconteceu. A estreia no Brasileiro foi boa, a vitória não veio, mas batemos de frente com uma grande equipe. Perdemos jogadores nas finais do Carioca e também para a estreia e mesmo assim o Botafogo manteve uma boa qualidade.

JOGOS QUE MARCARAM

- Gostei muito do jogo contra o Flamengo que perdemos por 1 a 0. Gostei também do 3 a 2 contra o Vasco, o jogo da decisão e essa nossa estreia contra o Palmeiras no Brasileiro.

SEM LIGAR PARA AS PREVISÕES DOS OUTROS

- Até falei no jogo contra o Vasco que não queria jogar a responsabilidade para eles, seria até uma covardia da nossa parte. Mesmo que a maioria achasse que o Vasco seria campeão, eu mesmo falei que estava bem equilibrado. No Brasileiro nós vamos pensar jogo a jogo, de verdade são trinta e oito finais. Espero que possamos ir bem a cada jogo.

MELHOR MOMENTO NA CARREIRA

- Acredito que sim, coroou com título. Ano passado vivi um bom momento no Palmeiras, encerramos o ano no segundo lugar. Mas acredito que hoje é o melhor momento, não só meu, mas nosso. Time, diretoria e de todo mundo que nos apoia no dia a dia.

VÍDEO PARA AUXILIAR NAS CORREÇÕES

- Eu mostro o vídeo, fica fácil. Às vezes uma leitura sem ver o lance é mais complicado. O importante é que o Botafogo melhore. Daqui a pouco vocês nos darão licença para passarmos aos atletas. É para melhorar mesmo e para que possamos passar nos jogos.

OPÇÃO COM TRÊS VOLANTES AGRADA

- É um encaixe que eu gosto e já tinha jogado assim antes quando o João estava conosco, antes da lesão. Pode virar um 4-2-3-1 ou um 4-1-4-1. A característica dos jogadores me permite mudar um pouquinho esse desenho, além de observarmos os adversários para saber o melhor encaixe.

TIME MAIS CONFIANTE

- A confiança melhorou, é lógico. Quando cheguei aqui vi um ambiente de jogadores cabisbaixos, o que é normal por terem sido eliminados de uma competição importante. Também precisava dar ritmo de jogo para alguns jogadores que não vinham atuando. Não só a confiança, mas o ritmo de jogo também fez com que esses jogadores crescessem.

AGUIRRE MAIS PRÓXIMO DA ESTREIA

- Esperamos contar com ele já na terça-feira e a nossa ideia é que ele já se junte ao grupo e comece essa semana com a gente. Teremos quatro sessões de treinos e será importante para que ele entenda o nosso modo de trabalho.

Marcos Silva