notícia

Conquista épica

Jogadores invadem coletiva de Valentim, comemoram e destacam união do elenco
Atualizado em 09-04-2018, 09h00

A doação que se vê em campo, a entrega para superar limites e a determinação até o fim são marcas do Botafogo campeão carioca de 2018. A união pôde ser vista até na hora da entrevista do técnico Alberto Valentim. Quer dizer, não houve coletiva do treinador. Houve uma grande festa na sala de imprensa.

 

Quando Alberto Valentim se preparava para falar, foi surpreendido pela invasão dos jogadores e pelo banho que levou. No pronunciamento, o treinador fez questão de homenagear o volante João Paulo, presente no estádio mesmo sem condições de jogo, por ter fraturado dois ossos da perna.

- Algumas coisas falei pra eles e fui o mais sincero possível. Que a gente precisava de todos os jogadores. Hoje jogaram jogadores que não tinha jogado ainda comigo. Ou por lesão, ou escolha técnica. Falando em lesão, perdemos nosso capitão, um cara espetacular (João Paulo). Fizemos um pacto que o João faria esse sacrifício para estar aqui - afirmou Valentim.
 

 

Exaltado pelos companheiros, João Paulo também destacou a importância do título.

- Assim eu choro. Só quero agradecer a todos vocês. Quem estava lá em cima, de fora, deu para ver sangue nos olhos do inicio ao fim. Muito orgulho de fazer parte desse time - exaltou o volante. 

Capitão e autor do gol decisivo no tempo normal, Joel Carli valorizou o trabalho.

– Estamos comemorando porque merecemos. O Botafogo é um time que está fazendo as coisas certas, trabalhando bem desde a diretoria até a rouparia. Pelo caminho correto os resultados chegam. Foi muito difícil, mas merecíamos um título, e hoje todo o Botafogo está de parabéns – frisou.

Suspenso na final, Rodrigo Lindoso é outro capitão da equipe. Ele reforçou o discurso dos companheiros.

- Apenas acrescentando aquilo que os outros falaram, a gente não tem vaidade nesse lance de capitão, de levantar a taça. O grupo já está junto há dois, três anos. Conversamos lá trás, tem alguns dias, que esse grupo não tem vaidade, que merece coisas grandes. Poderia ser mais tranquilo, mas é Botafogo. O grupo todo está de parabéns, como o Alberto falou, desde lá da diretoria, desde o pessoal que nos ajuda no dia a dia. Agora vamos comemorar o título - declarou.

Já o goleiro Jefferson, em seu último ano como jogador de futebol, fez questão de mudar o protocolo e falar em direção aos jogadores, não à imprensa.

– Quero honrar a todos vocês, agradecer pelo respeito que tiveram por mim e por essa camisa. Botafogo é paixão e vocês sempre demonstraram isso dentro de campo. Quero agradecer ao Gatito, ao Carli, ao João Paulo, ao Lindoso… Todos sabem que esse é meu último ano como profissional, envolve muitas coisas, família… Disse que queria encerrar minha carreira com o título, e vocês me presentearam com isso. Quero agradecer a vocês por isso. É claro que tem muito a acontecer esse ano, mas vocês fazem parte dessa história! – completou Jefferson.

Botafogo de Futebol e Regatas