notícia

Corinthians 1 x 1 Botafogo

Glorioso arranca empate no fim no Itaquerão e chega a 9 pontos
Atualizado em 01-06-2014, 17h56

 




Em um jogo consistente, com luta do início ao fim, o Botafogo não merecia ser derrotado pelo Corinthians. O time foi corajoso e determinado para arrancar o empate em 1 a 1 nos minutos finais, no Itaquerão, e chegar a 9 pontos no Campeonato Brasileiro. O gol foi de Edílson.

Com a pausa do campeonato para a Copa do Mundo, os jogadores terão folga até dia 16 de junho. O próximo compromisso é no dia 16 de julho, contra o Sport, em Pernambuco.

O JOGO


Sem Emerson Sheik, suspenso e emprestado pelo Corinthians, Vagner Mancini optou por Ferreyra na frente. O Botafogo manteve seu padrão e a consistência para fazer um bom jogo no primeiro tempo.

Inicialmente, houve um forte equilíbrio, com um jogo entre intermediárias. Aos poucos, o Botafogo começou a entrar mais no campo do Corinthians e a ameaçar. Aos 13 minutos, Zeballos cruzou da direita e Ferreyra cabeceou para boa defesa de Walter, mas havia impedimento. Aos 22, Wallyson lançou na área, Tanque subiu bonito e mandou no cantinho, mas o goleiro corintiano fez grande defesa.

Quando o Botafogo era melhor na partida, acabou castigado em um lance esporádico do Corinthians. Jadson recebeu na entrada da área, limpou e bateu colocado no canto direito, abrindo o placar aos 24.

Com o gol, o Corinthians cresceu e passou a ter oportunidades, mas Renan conseguiu espalmar finalizações de Guerrero e Bruno Henrique.

Na etapa final, Vagner Mancini colocou Daniel no lugar de Lucas, voltando Edílson para a lateral direita. A primeira chance foi do Corinthians, após escanteio que Ralf pegou a sobra e mandou na trave, mas o Botafogo esteve sempre próximo à área rival e levando perigo. Na melhor oportunidade, aos 9, Wallyson carregou da esquerda para o meia e bateu cruzado, para boa defesa de Walter, no cantinho.

Em busca do empate, o Botafogo precisava arriscar e se expôr, o que gerava a possibilidade de contra-ataque ao Corinthians. Bruno Henrique e Guerrero chegaram em boas condições e finalizaram, porém Renan foi bem para evitar.

Gegê e Jorge Wagner entraram nas vagas de Wallyson e Airton. O Botafogo pressionou e jogou dentro do campo adversário, tendo bons lances de ataque. Aos 32, Ferreyra deu bonito passe de letra, Daniel limpou e finalizou de canhota, para segura defesa de Walter. Aos 35, Edílson teve sobra próximo à área e bateu com perigo.

De tanto insistir, o Botafogo foi premiado. Aos 41 minutos, Edílson recebeu pela direita, arriscou a jogada individual e soltou a bomba cruzada. A bola desviou em Cléber e entrou!

Ainda deu tempo para Renan fazer boa defesa em chute de Renato Augusto e o Botafogo ser perigoso nos contra-ataques, mas terminou mesmo 1 a 1.

BOTAFOGO:
Renan, Lucas (Daniel), Bolívar, André Bahia e Junior Cesar; Airton (Jorge Wagner), Bolatti e Edílson; Zeballos, Wallyson (Gegê) e Ferreyra. Técnico: Vagner Mancini.

Danilo Santos