notícia

Momento decisivo

Alberto Valentim cita pontos a melhorar e motivação de sobra para a semifinal com o Vasco
Atualizado em 20-03-2018, 17:58

O Campeonato Carioca chegou em sua fase decisiva, a hora que realmente as coisas começam a acontecer. Classificado para as semifinais da Taça Rio e do Campeonato Carioca, o Glorioso terá pela frente o Vasco por uma vaga na decisão da Taça Rio, quarta-feira, às 21h45, no Estádio Nilton Santos. A vantagem do empate é do rival. Em entrevista coletiva, o treinador Alberto Valentim falou sobre a expectativa para partida e também relembrou o episódio da fratura em João Paulo, contra o mesmo Vasco.

- Estamos falando de uma falta que ocasionou duas fraturas. Acho que o mínimo que se pode fazer é a suspensão. Não conheço o Rildo, mas foi uma entrada violenta. As pessoas da função tem que ver o que cabe a ele ou não. Por parte da arbitragem tomara que não, que venha serena e tranquila para fazer um bom trabalho. Por parte dos jogadores, falei até no intervalo do jogo, para que voltássemos mais tranquilos. Não pode servir de álibi para os erros que temos cometido. A partida passada tem que servir para que a gente melhore e não piore. Cabeça tranquila para fazermos um bom jogo - disse o treinador.

Confira os demais trechos da entrevista coletiva do treinador Alberto Valentim:

PARA FORTALECER O ELENCO

- A gente conversa bastante para procurarmos fortalecer o nosso elenco. Já falei, tudo dentro da realidade do clube, mas não vejo o Marquinhos como uma solução para a posição do João. Não o vejo como um segundo volante, não seria um substituto exatamente para o João. Aqui fazemos tudo com muito cuidado e olhando a realidade do clube.

CAPITÃO INDEFINIDO

- Ainda não. Amanhã iremos decidir. Preciso ver se todos esses que tenho em mente para iniciar a partida estarão liberados pelo departamento médico.

É PRECISO MELHORAR

- Nós precisamos melhorar muito, procurar tomar menos gols. Até criamos oportunidades de gols, mas temos que melhorar isso. Em relação ao clássico eu tive dois aqui e fui prejudicado pela arbitragem com dois erros pesados. Foi assim contra o Flamengo e se repetiu contra o Vasco. A minha equipe precisa melhorar e sou o que mais fica sem dormir por conta disso. Quero que o torcedor entenda que não estou aqui justificando, mas que foram erros que interferiram no andamento da partida.

RODÍZIO NO BANCO DE RESERVAS

- Não é só o Carli que não está jogando. Claro que ele foi o capitão no ano passado e em relação aos onze estou contando mais com o Rabello e o Marcelo. Em relação a convocação o Carli já ficou fora, assim como outros. Aqui eu tive a surpresa de poder convocar menos jogadores. Faço um rodízio no banco não para agradar um ou outro, mas por estarem bem.

MATHEUS FERNANDES E RENATINHO EM EVOLUÇÃO

- Ontem começaram a treinar com a gente, foi um treino positivo. Conversei com o Renato, ficou um mês sem jogar. Conto com ele assim como o Matheus.

PAPO RETO

- Quando cheguei falei para os jogadores, até para me conhecerem mais, que na preleção iríamos recordar o que fizemos durante a preparação. Não gosto muito de frases feitas, apenas algumas coisas pontuais. Apenas revemos algumas coisas que precisam ser feitas. Precisamos ganhar esse jogo para nos classificarmos. Quer mais motivação que essa?

SUSPENSÃO AO ÁRBITRO LEONARDO GARCIA CAVALEIRO

- É o mínimo. Queríamos que a expulsão fosse feita mesmo no momento do jogo, por isso a insistência que tive com o quarto árbitro.

ESPERANDO O OK DO DEPARTAMENTO MÉDICO

- A gente pode ter alguma variação caso eu não consiga algumas peças importantes para o nosso modo de jogo. Que possamos ter boas notícias do nosso departamento médico.

Marcos Silva