notícia

O procedimento

Doutor Ricardo Bastos explica cirurgia de sucesso em João Paulo
Atualizado em 19-03-2018, 19:31

O volante João Paulo fraturou os ossos da tíbia e fíbula da perna direita após a entrada de Rildo, atleta do Vasco da Gama, no clássico disputado entre as equipes no Estádio Nilton Santos. O atleta foi do campo direto para um hospital da Zona Sul do Rio e foi operado com sucesso ainda na noite de domingo pelo Dr. Ricardo Bastos, além dos médicos Christiano Cinelli e Salvio Magalhães, todos do Botafogo. O jogador passa bem e a previsão de alta é para esta terça-feira.

- O João sofreu uma fratura no osso da perna direita ontem,situação pouco vista no futebol. Uma fratura da tíbia e da fíbula no mesmo nível e foi submetido a cirurgia em hospital da Zona Sul. Foi uma cirurgia tranquila e que acabou por volta de 01h. Provavelmente terá alta amanhã e iniciaremos o trabalho pela evolução dele - disse o Doutor Ricardo Bastos.

O Dr. Ricardo também falou sobre os primeiros momentos que o atleta passará após a alta, programada para esta terça-feira. Uma lesão incomum no futebol, mas que o médico reforçou a confiança de uma boa recuperação e um retorno aos gramados talvez ainda nesta temporada.

- Essa fratura é um pouco atípica no futebol, geralmente o trauma é mais torcional. O prognóstico é bom e o João sairá já pisando e com uma carga parcial. O tempo é um pouco difícil de falarmos, vai muito do indivíduo. Alguns são mais rápidos, outros não, mas pelo menos no começo são de seis a oito semanas. Esperamos que ele volte a jogar sim nesse ano - comentou.

Confira os demais trechos da entrevista do Dr. Ricardo Bastos:

FÍBULA PRESERVADA E ASTE NA TÍBIA

- Essa decisão foi tomada durante o ato cirúrgico e colocamos uma aste bem calibrosa nele. Não vimos necessidade de uma nova fixação na fíbula, que seria com uma placa.

PRIMEIROS TRABALHOS

- A programação vai de acordo com a fisioterapia. Ainda está com os pontos e começamos tirando o edema, fazendo muito gelo... Após a retirada dos pontos, com sete ou dez dias, começamos a ganhar alguns movimentos . Não queremos acelerar nenhum processo que, feito da maneira correta, tem resultado excelente. E assim faremos. Não vamos tentar fazer um milagre.

PASSO A PASSO

- A evolução é diária, com todo um protocolo a seguir. No momento o mais importante é que tenha alta e que evolua até a retirada dos pontos. Depois buscaremos a carga e o gestual esportivo. O que queremos hoje é que ele vá para casa bem.

JOÃO PAULO PASSA BEM

- Ele está bem. Acordou ainda pouco sob o efeito da anestesia. A evolução dele é compatível com o que esperávamos. Foi feito um bloqueio maior para que sinta menos dor.

BFR
Marcos Silva