notícia

Rica experiência

Em amistoso, Sub-17 do Fogão recebe a equipe Sub-20 de refugiados do Pérolas Negras
Atualizado em 13-03-2018, 16:00

Sempre buscando a evolução na formação dos atletas alvinegros, o Sub-17 do Botafogo viveu uma experiência única no último sábado (10/03), no CEFAT. Em um amistoso, os jovens do Fogão enfrentaram a equipe Sub-20 do Pérolas Negras e compartilharam de um encontro pra lá de especial. 

Golaço de vida! Essa é a expressão a ser usada para representar a Academia de Futebol Pérolas Negras, equipe que oportuniza aos jovens haitianos uma chance de se tornar um jogador de futebol e obter um futuro melhor.

Dentro de campo, uma partida disputada e competitiva. Marcelo abriu o placar para o Glorioso ainda no primeiro tempo. Cinco minutos depois, a equipe Haitiana conseguiu o empate com um golaço do atacante Valdo, deixando o 1 a 1 como o placar final.

- O jogo foi bastante físico. O Pérolas possui um time muito forte fisicamente e com bastante qualidade, sabem jogar com a posse de bola e saem tocando sem chutes para frente. É qualificado e bem organizado. - contou o coordenador técnico do Botafogo Tiano Gomes.

Além do bom embate tático e técnico no gramado, o encontro entre as duas escolas de futebol também teve grande relevância e gerou um ótimo laço de aprendizado fora dele, fatores fundamentais para agregar na evolução integral da garotada. 

- Com certeza essa experiência trouxe um beneficio muito grande para a formação dos nossos meninos. Jogar contra uma equipe de refugiados que veio do Haiti e ter todo esse conhecimento da história, faz com que eles percebam a importância e valorizem o momento. Eles brincaram bastante com a diferença da língua. Foi muito bom, percebo que precisamos de mais vivências desse tipo para elevar a formação deles. - afirmou Tiano.

Fabio de Paula