notícia

Performance e conquista

Gatito cita fatores necessários para seguir firme na meta alvinegra
Atualizado em 27-02-2018, 20:02

Recuperado das dores nas pernas, o goleiro Gatito Fernández foi titular nos dois jogos sob o comando do treinador Alberto Valentim. O duelo com Jefferson pela camisa 1 é de alto nível, um privilégio para o Botafogo, que conta com dois goleiros de alto nível. Em entrevista coletiva, Gatito Fernández, o lado paraguaio da disputa, citou pontos importantes para seguir evoluindo e buscando seu espaço no Glorioso, clube que nunca pensou em deixar desde que chegou.

- Acho que é muito importante que todos estejam à disposição do treinador. Acho que nesse momento que estou jogando tenho que aproveitar as minhas oportunidades, coisa que não aproveitei no início do ano por conta das dores nas pernas. Vou procurar aproveitar o máximo possível. A disputa que temos aqui dentro do clube é muito saudável e a melhor maneira seria manter a regularidade que tive no ano passado, os bons jogos que fiz e somando com um título. Isso que buscamos e seria o sinônimo de um bom ano para nós - disse Gatito.

Confira os principais trechos da entrevista coletiva de Gatito Fernández:

SONHO NA SELEÇÃO

- O importante é fazer primeiro um bom trabalho no Botafogo para depois buscar uma chance na seleção. Tenho que estar bem e sei que teremos uma Copa América pela frente. Estamos começando um novo ciclo no Paraguai, com um novo treinador e pretendo estar entre os onze do meu país.

RENOVAÇÃO DE CONTRATO NO BOTAFOGO

- Acho que a renovação está próxima. Quero continuar no clube, estou feliz aqui. Fazendo bem as coisas aqui no clube estarei à disposição para a minha seleção também. Quero seguir dando o meu melhor no Botafogo.

DESEJO DE SEGUIR NO FOGÃO

- Nunca tinha pensado em sair do Botafogo, ainda mais por ter um ano de contrato ainda no Botafogo. Minha meta sempre foi jogar num grande clube do Brasil e consegui isso aqui. Nunca passou pela minha cabeça sair do clube mesmo com algumas sondagens.

A META DE VOLTAR PARA A LIBERTADORES

- Saudade todos os jogadores sentem. É a maior competição que temos, mas agora temos que buscá-la novamente nesse ano. Deixamos escapar no ano passado e temos que voltar. É um trabalho nosso.

UM BOTAFOGO MELHOR DEFENSIVAMENTE

- Nesses dois jogos não tive muito trabalho com as mãos e sim com os pés. É reflexo do bom trabalho defensivo que estamos fazendo. Estamos ficando mais com a bola também, sofrendo menos e a tendência é melhorarmos cada vez mais.

EM PÉ DE IGUALDADE

- Realmente eu não cheguei a pensar. Quando não joguei eu estava machucado, não estava 100% para brigar pela posição. Hoje estou bem e acredito que somando os meus minutos vou pegando a mesma regularidade do ano passado.

É CLÁSSICO

- Não sei, talvez para eles possa mudar, mas nós sabemos que vamos jogar contra o Flamengo. São duas grandes camisas em campo e estamos focados para essa partida. Temos que seguir vencendo para dar confiança e continuidade ao nosso trabalho.

LIGADO

- Costumo assistir muito futebol, mas não somente os nossos rivais. O mais provável é que eu esteja assistindo os muitos jogos da Libertadores amanhã. É uma oportunidade para conhecer mais os jogadores adversários também.

PROBLEMA DO FLAMENGO

- Acho que o resultado do Flamengo é com eles, não nos afeta. Queremos ganhar o clássico independentemente de quem esteja em campo. Para nós, para a nossa torcida.

Marcos Silva