notícia

Retomar

Com apoio da diretoria, Renatinho fala em recuperar confiança para superar o Flamengo
Atualizado em 09-02-2018, 12:46

Após o treino desta sexta-feira, no Estádio Nilton Santos, os jogadores permaneceram no campo anexo para uma reunião com o Presidente Nelson Mufarrej, O VP de Futebol Gustavo Noronha e o VP Executivo Luis Fernando Santos. Após a atividade o meia Renatinho concedeu entrevista coletiva e ressaltou o apoio da diretoria no momento de dificuldade da equipe. O jogador, assim como todo elenco, sabe da responsabilidade diante do Flamengo e falou em retomar a confiança para ir à final. Alguém pagará a conta.

- Tivemos mesmo essa conversa com o Presidente e ele nos apoiou, nos deu confiança para esse jogo importante que teremos. Falou sobre essa fatalidade que foi a eliminação na Copa do Brasil e sabemos da responsabilidade que temos. Foi difícil dormir, mas passou, não podemos mudar isso, só que uma vitória contra o Flamengo pode melhorar um pouco essa situação - disse Renatinho.

O meia também falou da expectativa para atuar no clássico. Renatinho chegou ao Botafogo após o trabalho iniciado na pré-temporada e, mesmo sem estar 100% fisicamente, agradou o torcedor nas vezes que entrou em campo. Forte candidato por um lugar entre os titulares.

- Fisicamente estou bem, uns 90%, mas ainda não está definido o time para amanhã. Espero que eu esteja nesse bolo. Vamos ver na lista amanhã. Espero que sim - falou o meia.

Confira os principais trechos da entrevista coletiva de Renatinho:

QUASE LÁ

- Estou 90% condicionado. O professor Felipe ainda não definiu a equipe e estou com uma esperança, né. Vamos ver. Tive a felicidade de marcar o gol contra o Flamengo pelo Paraná e espero fazer novamente.

MOMENTO DE PRESSÃO

- Essa pressão é natural e tem que acontecer mesmo após a eliminação que tivemos. Estamos conscientes e sabemos que temos que mostrar dentro de campo o nosso melhor. Vamos em busca dessa classificação.

O QUE É PRECISO FAZER

- Corrigir os erros que tivemos nesse jogo anterior e focar integralmente nessa decisão que teremos pela frente. Esquecer o que aconteceu para desempenhar um bom futebol.

ADVERSÁRIO ESPECIAL

- Contra o Flamengo qualquer jogo vale muito. Sei da responsabilidade. Nunca participei, mas sei da dimensão para a torcida. Estou me preparando para desempenhar um bom futebol.

MORAL COM A TORCIDA

- Isso é legal. Sinal que um pouquinho do que eu pude demonstrar agradou a torcida. Espero dar ainda mais alegrias ao nosso torcedor. Por que não amanhã?

VARIAÇÃO TÁTICA

- Temos que trabalhar todos os esquemas, a situação de jogo é muito relativa. Trabalhamos e o tempo é curto para qualquer esquema. Estamos preparados para qualquer situação.

INCIDENTE COM A DELEGAÇÃO

- Confesso que foi a primeira vez. Particularmente fiquei assustado com a situação. Uma das janelas que eu estava foi atingida e só não pegou em mim por parar na cortina. Todos que sentarem aqui irão falar que pregamos a paz e sabemos que o torcedor tem que cobrar sim, mas sem violência. Essa é a minha opinião.

NA BUSCA POR TÍTULOS

- O peso é que temos que sempre levar a responsabilidade. A instituição está carente de títulos e temos que trazer essa alegria para o nosso torcedor. Já nos cobramos bastante e, volto a dizer, com violência eu não vou apoiar nunca.

BOM RETROSPECTO CONTRA O RIVAL

- Confesso que não sabia, mas isso é bom para nós. O que vale é o que podemos fazer dentro de campo para ampliar essa estatística. Agora são peças novas, outros jogadores e temos que focar para vencer o jogo. Respeitar sim o Flamengo, mas mostrar a grandeza do Botafogo.

QUESTÃO DE ESTRATÉGIA

- Números eu não vou saber te dizer. Particularmente eu pretendo ficar entre os onze independentemente do esquema. Todos estão frizando nessa questão de jogarmos com três zagueiros por não ter dado certo. Se precisarmos vamos novamente com três zagueiros ou cinco atacantes. Depende de cada jogo e da estratégia adotada.

CLÁSSICO LONGE DO MARACA

- Queria muito jogar. Nunca atuei no Maracanã, ainda mais contra o Flamengo, que seria muito especial. Pela dimensão do clássico seria o ideal. Queria muito jogar no Maracanã.

Veja a galeria de fotos do treino desta sexta-feira nas imagens de Vítor Silva/SSPress/BFR

 

Marcos Silva