notícia

Botafogo 2 x 2 Portuguesa

Fogão sai em desvantagem, reage e empata o jogo no último lance
Atualizado em 16-01-2018, 23h31

 

 

A estreia na temporada foi com empate. Após sair em desvantagem de 2 a 0, o Botafogo teve forças para reagir e buscar o 2 a 2 no último lance contra a Portuguesa. Brenner e Marcos Vinícius fizeram os gols alvinegros.

O próximo adversário é o Fluminense, sábado, às 17h, no Maracanã.

O JOGO

Na primeira partida oficial de 2018, ainda pesam fatores como parte física e falta do entrosamento ideal. O Botafogo se viu no primeiro tempo diante de um adversário organizado, consciente e perigoso. 

Logo no primeiro lance, Gilson arrancou pela esquerda, recebeu de Pimpão na frente e cruzou com perigo. Porém, quando a Portuguesa atacou, achou seu gol. Aos 9 minutos, após escanteio cobrado na área, Sassá aproveitou e mandou para a rede.

A tentativa de reação veio em chute de Gilson desviado para fora, em finalização perigosa de Valencia e, principalmente, em cabeçada de Brenner livre para grande defesa de Milton Raphael, aos 35.

Porém, novamente, foi a Portuguesa que marcou. Sassá arriscou de longe e venceu Jefferson, colocando 2 a 0 no placar, aos 35.

O Botafogo levou perigo com finalizações de Valencia e Rabello por cima, mas foi no segundo tempo que descontou. Aos 8, após pênalti cometido pela Portuguesa, Brenner bateu com categoria e diminuiu: Botafogo 1 x 2 Portuguesa.

Se Jefferson apareceu com uma boa defesa em chute de Romarinho, Milton Raphael se virava do outro lado para impedir o empate, como em cabeçada à queima-roupa de Luiz Fernando.

Mas o Botafogo teve como mérito não desistir, insistiu até o último lance e conseguiu a igualdade. Após escanteio cobrado por João Paulo, Brenner escorou de cabeça e Marcos Vinicius mandou para o gol! Placar final: Botafogo 2 x 2 Portuguesa.

GALERIA DE FOTOS (Vitor Silva / SS Press / Botafogo)

 

BOTAFOGO: Jefferson, Arnaldo, Carli (Marcelo), Rabello e Gilson; Matheus Fernandes (Rodrigo Lindoso), João Paulo, Luiz Fernando (Lucas Campos), Valencia (Marcos Vinicius) e Rodrigo Pimpão (Ezequiel); Brenner. Técnico: Felipe Conceição.

Danilo Santos