notícia

Botafogo 0 x 0 Grêmio

Fogão empata no Nilton Santos e decidirá a vaga em Porto Alegre
Atualizado em 13-09-2017, 23h38

 

 

 


Tudo igual no Estádio Nilton Santos. No jogo de ida das quartas de final da Conmebol Libertadores Bridgestone, Botafogo e Grêmio empataram em 0 a 0, nesta quarta-feira. Placar que poderia ser diferente se o juiz tivesse dado pênalti claro de Edílson sobre Gílson no segundo tempo.

A decisão da vaga ficou para Porto Alegre, na próxima quarta. O Botafogo joga pela vitória ou por empate com gols para se classificar para as semifinais. Em caso de 0 a 0, haverá disputa por pênaltis.

Antes, o Fogão enfrenta o Santos, sábado, no Estádio Nilton Santos, pelo Campeonato Brasileiro.

O JOGO

Jogão no Estádio Nilton Santos na Conmebol Libertadores Bridgestone já sabe como é, não é? Aquela recepção incrível da torcida do Botafogo. A desta quarta teve adereços de mão, fogos, cantoria, uma enorme camisa do clube 3D e os dizeres "Não se veste, tem-se a honra".

Dentro de campo, os jogadores alvinegros sabiam que tinham essa honra e entraram determinados, como em toda a competição. Porém, do outro lado também havia um adversário forte, o que tornou a partida estudada e amarrada.

A primeira chance de perigo foi do Grêmio, quando Fernandinho invadiu a área pela esquerda, cortou e bateu na rede pelo lado de fora. O Botafogo teve dois bons lances. Aos 20, após boa trama coletiva, Matheus Fernandes entrou inteiro e cabeceou por cima. Aps 30, Gilson cruzou e Bruno Silva finalizou rente à trave.

Quando o Grêmio voltou a tentar, Gatito apareceu. Primeiro ao encaixar cabeçada de Fernandinho. Depois, aos 34, ao fazer boa defesa e espalmar chute de Arthur.

No segundo tempo, o jogo poderia ter mudado totalmente aos 2. Em bela jogada do Botafogo, Roger tocou de letra, Gilson invadiu a área e foi claramente derrubado por Edilson. Pênalti não marcado, em um jogo que se resolve em detalhes.

O Botafogo seguiu em cima. Valencia finalizou uma para fora. Aos 18, Roger dominou na área, girou, a bola desviou e saiu. O Grêmio foi perigoso apenas uma vez no segundo tempo, quando Léo Moura cruzou, Fernandinho concluiu e Carli salvou quase em cima da linha.

No último lance de perigo do jogo, Roger recebeu na área, girou para a esquerda e bateu na rede pelo lado de fora. A decisão ficou para o dia 20 em Porto Alegre.

GALERIA DE FOTOS (Satiro Sodré e Vitor Silva / SS Press / Botafogo)

Botafogo 0 x 0 Grêmio  

BOTAFOGO: Gatito, Arnaldo, Joel Carli, Rabello e Gilson; João Paulo (Rodrigo Lindoso), Bruno Silva, Matheus Fernandes e Leo Valencia (Marcos Vinicius); Rodrigo Pimpão (Guilherme) e Roger. Técnico: Jair Ventura.

Danilo Santos