notícia

Esse é o Botafogo que eu gosto

Jair Ventura comemora atuação no clássico e boa campanha no Brasileiro
Atualizado em 10-09-2017, 22h37

Um Botafogo no melhor estilo Botafogo 2017: time organizado, determinado, guerreiro e eficiente. No padrão que conquistou a confiança da torcida, o Glorioso venceu o Flamengo por 2 a 0, neste domingo, no Estádio Nilton Santos. Resultado bastante comemorado pelo técnico Jair Ventura.

Não apenas pela vitória em si, mas também pela boa campanha no Campeonato Brasileiro e pela moral que uma atuação dessas dá antes de um confronto decisivo contra o Grêmio, pelas quartas de final da Conmebol Libertadores Bridgestone.

Confira os principais trechos da entrevista coletiva do treinador:

ANÁLISE

- O importante foi voltar a vencer em casa, segunda vitória consecutiva no Brasileiro, e readquirir ritmo após um período sem jogos. Por isso não foi equipe alternativa. Risco calculado. Vamos reavaliar Leandrinho e quatro (Carli, Rodrigo Lindoso, João Paulo e Marcos Vinícius) amanhã. Não estamos no G-6 por saldo de gols, mostra que não abdicamos do Brasileiro. Esse jogo dá confiança, para enfrentar mais uma grande equipe quarta e conseguir a vantagem para busca a classificação.

ERROS DE PASSE

- Tentamos ficar mais com a bola, tivemos dificuldades, eles marcaram bastante e erramos. Foi bom em performance, mudamos o jeito de jogar, tivemos 6 finalizações no segundo tempo. Gatito teve uma grande defesa e mais nada. Grande vitória, mas agora é mudar a chave.

VASCO 1 x 0 GRÊMIO

- Grêmio bem na partida, teve controle, jogou no campo do Vasco, que atuou nos contra-ataques. Precisamos de espírito da Libertadores continuar, torcida comparecer e fazer linda festa, para conseguir vantagem.

DIFERENÇA DESTE CLÁSSICO PARA OS OUTROS

- Não se pode comparar, não são todos os jogos iguais, no futebol cada jogo é uma história. Copa do Brasil já foi, importante voltar a jogar bem e vencer, com controle da partida. Na última vitória eu era auxiliar, mas isso não incomoda. Ganhamos do Cruzeiro, Bahia, chegamos longe nas competições. Isso é legal para contar no futuro, mas agora é pensar jogo a jogo, no Grêmio, Libertadores.

LEO VALÊNCIA

- No momento que vem perdendo jogadores, ver o Léo performando é bom. Deixa mais uma dúvida. Se tiver a volta dos 4, ganha opções até de mexidas. Importante ter grupo homogêneo para quem entrar dar recado e Botafogo manter a performance.

- Testamos ele de algumas maneiras, aberto de externo, segundo atacante, como meia de ligação, aproximando para triangulações. É um cara muito físico, forte, incansável. O que correu foi um absurdo. Aquela coisa do sul-americano de entrega e determinação.

O DIFERENCIAL

- Ter a cara do nosso time. Teve jogos que não fomos bem, mas já passou, voltamos a ser o Botafogo. Não oscilamos tanto esse ano. Hoje os atletas fizeram grande jogo, de entrega, competitividade, confiança, efetividade. Poderia ter sido placar melhor. Importante é pontuar e brigar na parte de cima da tabela.

LUAN JOGA?

- O Grêmio é uma grande equipe com ou sem Luan, futebol vistoso, mudança de posições, jogo apoiado. Não dá para esperar. Hoje fomos pegos de surpresa totalmente. Descobriram o meu time e fiquei susto que na relação do Flamengo não vazou nada. Espero que o Grêmio não saiba nosso time.

ATUAÇÃO DE JOVENS

- Quem ganha é o Botafogo com jogadores com boa performance, como Marcelo, Rabello, Matheus e Fernandes. Legal conseguir vencer equipe de grande investimento com meninos. É o sexto jogo este ano, todos diferentes. Fomos surpreendidos na escalação. Não mudou muito a característica de jogo, conheço ele, também me conhece, porque nós nos enfrentamos na Libertadores.

ATUAÇÃO DE ROGER

- Tinha um torcedor gritando o Roger vai te derrubar (risos). Ele foi lá e fez 2 gols. Teve duas chances, não se abateu, é capitão e meu amigo. Mas não é por isso que não vou tirar não. Se entrega bastante, caráter fantástico, grande profissional e ser humano.

G-6

- Vamos tentar sempre o melhor. Tem muita água para rolar. Não adianta pensar em abrir vaga se não fizermos nossa parte. Queremos brigar na parte de cima da tabela, é importante vencer clássicos. Estamos em situação boa no momento, trabalhar para continuar e não ficar longe da parte de cima da tabela.

Danilo Santos