notícia

Com autoridade

Jair destaca desempenho do Botafogo para vencer e subir na tabela
Atualizado em 27-08-2017, 19h00

Assim como a eliminação na Copa do Brasil, o Botafogo precisava deixar para trás a impressão de que é um time que não busca o controle do jogo. E a equipe comandada por Jair Ventura conseguiu neste domingo, ao vencer o Bahia por 2 a 1, em Salvador, tendo maior posse de bola e número de oportunidades.

Na zona de classificação para a Libertadores, o técnico Jair Ventura comemorou o resultado e a atuação. Confira os principais trechos da entrevista coletiva dele:

REAÇÃO

- É a importância da próxima jogada, não só no futebol, mas em todos os aspectos da vida. Se você se congelar em uma situação que já passou, você acaba deixando a desejar no presente e futuro. O passado é imutável. Já fomos desclassificados da Copa do Brasil. Doeu. Mas o futebol é bom que te dá uma segunda chance. Essa chance foi hoje. Fizemos o nosso melhor.

MATURIDADE

- Vejo uma equipe super madura, uma performance muito boa, esquecendo o resultado. Vai falar: "Ah, mas o Botafogo fez o gol no final". Tudo bem, mas nós tínhamos o controle total da partida. Mais de 60% de posse de bola. Isso foi muito importante, não só vencer, mas também performar.

SENTIMENTO

- Por esse voo maior no Brasileiro, G-6, é uma situação boa. O ruim é perder três jogadores por lesão. Os 10 dias que virão poderiam ser de preparação para a equipe, mas perdemos 3 peças. É complicado. fico feliz pela volta ao G-6, mas triste por lesões. O Botafogo mostrou a força do seu grupo para comseguir essa bela vitória.

ATÉ ONDE CHEGAR

- Vamos no nosso máximo em todas as competições. O mais importante é vencer, passar de fases e pontuar no Brasileiro. Fico feliz por voltar a vencer e ter tido controle da partida.

ESTRATÉGIA

- Jogamos com autoridade na casa do adversário, um Bahia forte, reativo, de transição, com Mendoza e Zé Rafael, além de laterais que saem bastante. Sabíamos da dificuldade, pressão da torcida, mas soubemos nos portar. Era situação importante voltar a vencer e mostrar que o passado ficou para trás. Por lesões, ficamos com três atacantes, o que era pesadelo para alguns por não conseguirmos vencer. Hoje tivemos maior volume, posse e a vitória.

LADO OFENSIVO DE BRUNO SILVA

- É algo que ele tem dentro dele. Trazer para mim é inverdade. É um grande jogador, busco trazer o máximo. Tento fazer isso com todos os meus atletas. Ele tem vocação ofensiva e mais liberadade nesse sistema, é quase um meia, decisivo no terço final. Marca muito bem e é decisivo com gols.

Assessoria de Imprensa