notícia

Jogo Igual

Lindoso não crê em desvantagem por arquibancada rival e cita Botafogo copeiro no ano
Atualizado em 21-08-2017, 23:50

Botafogo e Flamengo medirão forças novamente, agora em definitivo, no segundo jogo da semifinal da Copa do Brasil, quarta-feira, às 21h45, no Estádio Nilton Santos. Em vantagem nas arquibancadas alvinegras do Estádio Nilton Santos no empate em 0 a 0 no confronto de ida, o panorama será diferente no Maracanã, o que não chega a ser algo novo na temporada para o time que já se mostrou copeiro e alcançou feitos importantes fora de casa. Inclusive na Copa do Brasil. 

- Acho que nós jogadores gostamos sempre de palco cheio e quando acontece essa situação de jogar fora, mesmo sendo o Maracanã, é bonito ver o estádio cheio. Particularmente é indiferente, ainda mais na adrenalina do jogo. Dentro de campo estamos bem focados e sem ouvir muito o que vem de fora. No mais, estamos acostumados também por conta do clima da Libertadores - disse Rodrigo Lindoso.

O volante também lembrou dos resultados construídos fora de casa com o "modo Copa ativado" da equipe. Um trunfo para superar o rival no Maracanã, que será de maioria rubro-negra, mas que é um palco do Carioca.

- Os números são favoráveis nessa situação. Também contra o Atlético Mineiro, quando não fizemos o nosso dever lá e resolvemos no jogo da volta. Não é pelo Flamengo estar jogando com mais torcida que vamos ficar com a bunda lá atrás. O clássico pode ser em qualquer lugar do mundo que sempre as chances serão iguais. Vamos entrar para fazer o nosso melhor futebol, que alguns podem até não gostar, mas é efetivo - frisou.

Para a partida decisiva o Glorioso não poderá contar com o zagueiro Joel Carli e o atacante Rodrigo Pimpão, ambos suspensos. Para Lindoso o momento não é para lamentar ausências e sim dar força aos companheiros que entrarão na partida. 

- Perdemos o nosso capitão, um jogador de extrema importância na equipe, e no nosso caso, que perdemos dois jogadores, temos que apoiar quem vai entrar no lugar. Se trata de um clássico, uma semifinal em que ambos estão perto do título. Temos que ter o respeito, são jogadores de qualidade do outro lado e clássico é decidido por detalhes. Vamos ver o que vai acontecer - contou.

O Botafogo entará em campo com uma mínima, mas valiosa vantagem. Por não ter sofrido gol em casa, o Alvinegro se classifica com qualquer empate diferente do 0 a 0 e, caso o resultado do primeiro jogo se repita, a decisão vai para os pênaltis.

- Antes de chegar nessa situação eu espero que a gente resolva de outro jeito. Cada jogo é uma história e sabemos que o Gatito está com um bom aproveitamento. Espero que a gente resolva logo isso nos 90 minutos - encerrou.

Marcos Silva