notícia

Bons momentos

Jair cita grandes vitórias do Botafogo na Libertadores e espera time inspirado na quinta
Atualizado em 17-05-2017, 15:00

O Botafogo começou o ano com constantes decisões na Conmebol Libertadores Bridgestone. Em meio à pré-temporada e ao trabalho de condicionamento da equipe, foi preciso encarar jogos de grande porte, com desgastes físicos e exigências técnicas. O time, no entanto, se agigantou, e superou todos os adversários, o que lhe creditou a vaga na fase de grupos do torneio internacional. Nesta quinta-feira, contra o Atlético Nacional, o Glorioso tem mais uma partida com status de final, pelo menos é assim que todo elenco está encarando o confronto.

O técnico Jair Ventura, em entrevista coletiva, citou as grandes vitórias conquistadas pelo Alvinegro nesta temporada. De acordo com o treinador, já foi mostrada a capacidade do grupo e os próprios resultados alcançados servem como exemplo para o jogo contra o adversário colombiano. Confiante, espera que seus comandados repitam atuações anteriores e consigam buscar a classificação para as oitavas de final nesta penúltima rodada do Grupo 1.  

- Esses bons momentos nos deram uma situação de lutar na competição. Ainda temos dois jogos para classificar. Sabemos que todas as equipes oscilam. Mas temos uma lembrança boa do que somos capazes, que é apresentar um bom futebol e voltar a conquistar um resultado positivo. Espero que na quinta-feira estejamos inspirados assim. Já enfrentamos adversários como Olimpia, Colo Colo, de alta qualidade técnica e superamos. É repetir - disse.

Confira outros pontos da entrevista do técnico:


POSSÍVEL VANTAGEM

- A única vez que jogamos pelo empate no ano nós vencemos. Foi contra o Fluminense. Isso só interfere no jogo mais pro final da partida. Temos que entrar com inteligência, jogar pra vencer. Claro, com equilíbrio. É fazer um grande jogo para alcançar a classificação -

ATLÉTICO NACIONAL

- Nós vencemos lá, mas o jogo foi muito difícil. É uma equipe leve, destaco o Ibarguen. É um jogador que tira o nosso sono. Nossa chave é complicada, temos que ter equilíbrio. Perdemos o último jogo em casa, vamos corrigir para vencer e buscar essa classificação antecipada -

RESULTADOS NEGATIVOS

- Os resultados oscilaram, mas o nosso modelo de jogo não mudou. Não conseguimos os objetivos, mas não podemos achar que está tudo errado. É buscar o equilíbrio. Ter tranquilidade quando a bola não entra e não achar que é o melhor do mundo quando está vencendo -

DESFALQUES

- Estamos em uma situação difícil por conta de lesões e suspensões. Não tem outro jeito, temos que achar alternativas. Algumas adaptações, é complicado, mas é superar e conquistar essa classificação -

ANIVERSÁRIO DO ÍDOLO NILTON SANTOS

- Tivemos bastante jogos em dias de aniversários nossos. Eu, Camilo, Guilherme. Então tenho certeza que o eterno Nilton Santos vai nos abençoar. Esperamos fazer um grande jogo, alcançar a vitória e dedicar a ele -

BOTAFOGO FORTE

- Isso representa muito. Não é novidade pra ninguém que o Botafogo estava na série B em 2015. Já em 2016 a briga era pra ficar na Série A. Conseguimos a vaga para a Libertadores. Mas nosso investimento é curto. A diretoria está de parabéns. Quando assumiram era sete meses de salário atrasado. Temos que ter pés no chão. É gradativo. O presidente e a diretoria vêm fazendo um trabalho fantástico. Daqui a alguns anos estaremos mais fortes, buscando voos maiores -

LESÕES

- Começamos o ano mais cedo, com um calendário diferente. Aceleramos antes do demais. Não tinha jeito. Caso contrário, ficaríamos na Pré-Libertadores. O preço que se paga esse: é lesões. Tivemos 11 dias para trabalhar e aproveitamos para descansar. É tentar equilibrar para entrar bem fisicamente. É o nosso ponto forte -

Confira as imagens do treino desta quarta-feira. Fotos de Vitor Silva / SS Press / BFR

 

Fernando Morani