notícia

Colo Colo 1 x 1 Botafogo

Na raça, Glorioso marca no fim com Pimpão e garante classificação na Libertadores
Atualizado em 09-02-2017, 23:52


O Botafogo foi ao Estádio Monumental Arellano para enfrentar os chilenos do Colo Colo. No jogo de ida, vitória por 2 a 1 no Estádio Nilton Santos. Um empate bastava e foi justamente o que aconteceu. Pimpão, no fim, marcou o gol que classificou o Fogão para a próxima fase da Libertadores. O Botafogo aguarda agora o vencedor do confronto entre Independiente del Valle e Olimpia.

O JOGO

 O Botafogo foi ao Chile com a vantagem do empate, construída na vitória por 2 a 1 no Estádio Nilton Santos. Mas todos sabiam do quão perigoso seria o jogo no Monumental Arellano. O time da casa, precisando do resultado, foi para cima e não demorou a marcar. Aos 2, a bola cruzou a área alvinegra e teve o desprazeroso encontro com a cabeça de Emerson Silva. Gol contra e 1 a 0 Colo Colo.

A vantagem então mudou de lado e o Botafogo precisava se impor no jogo. A equipe não se desesperou e começou a povoar a defesa chilena. Aos 10, Airton experimentou de fora da área, como o gol que fez no primeiro jogo, e desta vez não teve tanta sorte. Bola rente ao poste de Justo.

Bem na partida, o capitão Montillo também buscou e criou oportunidades. Aos 15, chute forte do meia e grande defesa de Justo Villar. O Glorioso seguiu pressionando o adversário e Marcelo, aos 20, por pouco não completou para a rede a cobrança certeira de Montillo. Aos 23, novamente Montillo botou bola na área, agora por baixo, mas não tivemos a mesma sorte. Pavez mandou contra o próprio gol e Justo Villar, de novo, estava lá para salvar os chilenos.

O primeiro tempo chegou ao fim e o placar seguiu favorável ao time da casa. Hora de ir ao vestiário e voltar concentrados para a segunda etapa. Apenas um gol era o necessário para a classificação.

O Glorioso voltou sem alterações e criou a primeira oportunidade. Aos 4, Jonas roubou bola, tabelou com Montillo e cruzou na área para Rodrigo Lindoso, que bateu para fora uma grande oportunidade. O Colo Colo respondeu aos 16, em chute forte de fora, e Gatito Fernández fez grande defesa.

Com menos tempo para uma reação, Jair Ventura fez a primeira alteração e colocou o atacante Guilherme na vaga de Airton. Em nova chance, Pimpão, aos 30, bateu cruzado e viu a bola cruzar a área do Colo Colo. Um guerreiro em campo.

Jair ousou mais uma vez. Tirou Rodrigo Lindoso e colocou Roger em campo, o atacante de referência que poderia incomodar a defesa chilena. E como brilha a estrela de Jair Ventura.

O Botafogo nunca deixou de ser gigante e na raça de Pimpão viu a permanência na Libertadores se concretizar. Aos 35, Gatito acionou o ataque e Guilherme tocou para Roger. O atacante finalizou, Villar defendeu e Pimpão, livre, foi abençoado com o gol. 1 a 1 em Santiago.

Desesperados, os Chilenos desceram o nível. Da arquibancada vieram os objetos em direção ao banco de reservas do Alvinegro. Lamentável, mas de certa forma compreensível, mais um gol na trave norte do Monumental.

E depois dos 40... Aquele espírito de Libertadores. Chilenos para cima e um Botafogo precavido, se segurando na raça. O juiz acresceu sete minutos e o jornalista que vos escreve quase não termina a crônica de tanto nervosismo. O Botafogo ainda teve duas chances claras para liquidar a fatura, mas não aproveitou. Enfim, acabou! Botafogo classificado e uma certeza: te amamos, Fogão!

BOTAFOGO: Gatito Fernández; Jonas, Emerson Silva, Marcelo e Victor Luis; Airton, Bruno Silva e João Paulo; Rodrigo Lindoso, Montillo(C) e Rodrigo Pimpão.

COLO COLO: Justo Villar; Fernando Meza, Claudio Baeza, Julio Barroso e Brayan Vejar; Esteban Pavez, Jaime Valdes, Ramon Fernandez e Luis Figueroa; Octavio Riveros e Esteban Paredes(C).

Marcos Silva