notícia

Pronto para a guerra

Botafogo treina no Monumental e Jair Ventura vê time em crescente para jogo decisivo
Atualizado em 07-02-2017, 21:25

A preparação começou em janeiro, passou por pré-temporada, amistoso, jogos do Campeonato Carioca, vitória por 2 a 1 sobre o Colo-Colo, até chegar ao treino desta terça-feira, no Estádio Monumental David Arellano, em Santiago (CHI). A atividade foi de reconhecimento ao palco do grande jogo desta quarta, que define se Botafogo ou Colo-Colo avançarão para a terceira fase da Conmebol Libertadores Bridgestone.

Após o treino, o técnico Jair Ventura concedeu entrevista coletiva e demonstrou otimismo para o duelo.

Confira os principais trechos:

JEJUM DO COLO-COLO DE 20 ANOS

- Cada momento é um momento. Não interfere, vai ser um grande jogo, ambos vão buscar o gol e a classificação.

SOBRE CAMILO E AIRTON

- Treinaram, vamos com força total. Cabe ao treinador escolher quem começa a partida. Tenho o time decidido, mas não vou passar para vocês.

TIME TER SIDO POUPADO SÁBADO

- A situação de poupar titulares é mais por questão de lesão. Gustavo com poucos minutos em campo teve lesão de cruzado, vai ficar 6 meses parado. Jogo tem valências que não se pode controlar, por isso poupamos. Lindoso e todos que começaram o último jogo entram em iguais condições.

O QUE ESPERAR DO JOGO?

- Espero que seja como o primeiro tempo, vai ser melhor para nós. Colo-Colo precisa da vitória, vai vir com força muito grande no início, assim como nós fizemos no Rio. Temos nossa estratégia e expectativa de um grande jogo.

ARMAS DO RIVAL

- Tenho que parabenizar nosso setor de inteligência, observador técnico, tudo que esperava aconteceu. É difícil controlar Paredes, acima da média, sempre decisivo. Conhecemos bem o Colo-Colo, joga junto há muito tempo e está no meio da temporada. Estamos a cada vez mais fortes fisicamente e vamos melhorar.

PERDER É FRACASSO?

- Você nunca quer ser eliminado. Fracasso é palavra meio forte, é um jogo, não tem como as duas equipes passarem.

REAÇÃO DO RIVAL SURPREENDEU?

- Foi até um pouco tarde a reação. Sabia que ia ser jogo difícil, equipe organizada, com várias situações. Setor de inteligência foi muito bem. Tivemos dificuldades para neutralizar em alguns momentos, mas surpreendidos não fomos.

POSSÍVEL GOL NO INÍCIO

-Independentemente dos gols saírem cedo, nada vai estar decidido. Se fizerem um gol, vão querer outro, mas há a preocupação de não tomar gol em casa nessa competição.

É GUERRA?

- Claro. Amanhã a guerra continua até o final da partida. Vamos fazer o máximo para ser a nossa equipe a vencedora.

Assessoria de Imprensa