notícia

Pronto para ajudar

Camoronês Joel promete muito empenho por gols com a camisa alvinegra
Atualizado em 30-01-2017, 13:04

Um sonho que começou na República dos Camarões, país localizado na região ocidental da África Central, e ganha nova página no Botafogo, um dos clubes mais tradicionais do mundo. Essa é a história do atacante Camaronês Diederrick Joel Tagueu Tadjo, ou simplesmente Joel. No Brasil desde a base, quando atuou pelo Londrina, o jogador crescer no cenário nacional, passou por grandes clubes como Cruzeiro e Santos e chega ao Glorioso com a promessa de muita entrega por gols.

- A minha chegada no Brasil não foi muito fácil. Cheguei muito novo e a pessoa que me trouxe me levou ao Irati e depois fui para o Londrina por conta de uma parceria. Fiquei lá por quatro anos e depois passei por Coritiba, Cruzeiro, Santos e agora no Botafogo. Meta de gols não vou estipular, mas podem esperar o meu melhor. Não faltará dedicação e empenho a cada partida. O mais importante é lutar por vitórias e títulos. Do meio para frente, onde precisar, estarei à disposição - disse o jogador.  

No Brasil desde 2008, Joel domina bem o português, mas nem sempre foi assim. Em sua apresentação oficial o jogador falou sobre as dificuldades de um jovem com um sonho no futebol.

-  A minha adaptação no Brasil não foi fácil. Eu não falava português, só Francês e um pouquinho de Inglês. A questão da cultura também, certas coisas são diferentes apesar de algumas serem parecidas. Hoje consigo me comunicar bem. Estou feliz aqui - contou.

Confira os demais trechos da entrevista coletiva de Joel:

JOGO CONTRA O COLO COLO

- Esse jogo será muito importante, que definirá o nosso ano. Todo mundo sabe que o Colo Colo é um time de tradição na Libertadores, mas o Botafogo também é tradicional. A Libertadores será a nossa principal competição e vamos entrar bem dispostos para buscar a vitória.

PRA CIMA DOS CHILENOS

- Hoje, antes do treinamento, tivemos uma pequena conversa entre nós e foi falado sobre essa situação. Por conta de ser uma Libertadores, um time grande como o Botafogo, temos que fazer o adversário sentir a pressão de jogar aqui. Temos que ir com tudo para cima deles para vencer e dar um presente para essa torcida que merece.

SEM ESQUECER O CAMPEONATO CARIOCA

- Infelizmente não conseguimos os resultados que queríamos nos dois últimos jogos, mas passando esse jogo do Colo Colo, vamos colocar nossa força total no Carioca para podermos nos classificar.

POR UMA VAGA

- Vim para somar. Óbvio que vou brigar pelo meu espaço e isso vai depender do meu desempenho nos treinos e jogos. Todos querem jogar e isso é bom para o Botafogo, cria uma disputa sadia, com todos brigando pelo mesmo desafio.

DESAFIO DE GIGANTES

- Sabemos que é um time de tradição, acostumado com Libertadores, mas o Botafogo também é. Todo nosso pensamento está voltado para esse jogo. Com tudo que já foi conversado, podem esperar um time que fará de tudo para conquistar a vitória.

BEM FISICAMENTE

- Já vinha treinando antes de me reapresentar e me sinto bem fisicamente. Participo normalmente dos treinamentos, joguei 45 minutos no último jogo. Me sinto muito bem.

SEM PREFERÊNCIA

- O número que cair eu vou pegar. A camisa pra mim não joga. Pode ser qualquer número, o que importa é o desempenho dentro de campo.

SELEÇÃO DE CAMARÕES

- Estou acompanhando a Seleção. Nunca joguei na principal, mas na base já participei. Estou muito feliz pelo desempenho deles, conseguiram classificar para a semifinal. Fico feliz por conta dos problemas que enfrentamos na Copa passada. As divergências que existiam entre jogadores e Federação mostra que as coisas estão sendo resolvidas. Um título seria ainda melhor para isso.

PELA CONVOCAÇÃO

- Esse é o meu desejo e vou dar o meu melhor, desempenhar o máximo possível para que nos próximos jogos, próximos meses, com uma grande conquista nossa, eu seja convocado por consequência do trabalho.

Confira a galeria de fotos da apresentação de Joel nas imagens de Vítor Silva/BFR/SSPress!

 

Marcos Silva