notícia

No ritmo certo

Preparador Físico vê bom nível físico da equipe nos primeiros dias de trabalho
Atualizado em 14-01-2017, 11:49

O Botafogo se reapresentou ao trabalho no dia 11 de janeiro e como toda volta de férias, a quebra no ritmo é normal. Mas no Glorioso um ponto ajudou para um início com bom nível físico: a dedicação dos atletas e a obediência aos limites. Acontece que tanto os contratados quantos os remanescentes da temporada passada voltaram a suar a camisa alvinegra em boas condições e o Preparador Físico Ednilson Sena, mesmo com menos tempo de pré-temporada, acredita no bom desempenho do time nesse aspecto.

- O Botafogo manteve o esqueleto da equipe, o que toda equipe vencedora tenta fazer. É o que o Botafogo está fazendo nesse ano. Em 2015 e 2016 montamos equipes diferentes do zero, com a saída de muitos jogadores. Esse ano não e isso para nós é muito importante. Já sabemos os limites dos jogadores e a tendência é que possamos ter um desempenho físico melhor. Tem jogador que se cuida mais e com os testes vamos ter uma noção do nível que se encontra. Aquele que se encontrar muito abaixo não vamos colocar em campo para não perdê-lo em novos jogos - disse.

O Preparador Alvinegro também falou do estado físico dos seis contratados para a temporada. Ednilson trabalhou com quatro deles em outras ocasiões, o que facilita o trabalho inicial. Todos apresentaram bom nível.

- Já conhecia o Roger do Vitória e Fluminense, além do Gilson,Jonas e Gatito, no Vitória. Também  Já conhecíamos o perfil de cada atleta e todos eles jogaram na temporada passada, o que facilita a preparação para esse ano. O Montillo está aparentemente bem, está com um bom nível nos exames e a tendência é que facilite o trabalho com sua experiência para conhecer os atalhos mais curtos do campo - explicou.

Confira os demais trechos da entrevista coletiva de Ednilson Senna:

AJUSTES PARA A MELHOR PREPARAÇÃO

- A parte técnica, tática e física é flexível, depende da condição do atleta. Estamos ganhando esse lastro físico de outra maneira. O treinamento de hoje foi modificado, faríamos pela manhã um treinamento mais técnico e tático. Os próprios atletas nos informam, o que é importante.

MELHOR DESEMPENHO FÍSICO EM 2017

- Teoricamente sim, mas é muito difícil prever. O futebol é um esporte de alta intensidade e fica difícil saber. Por isso que hoje treinamos em dois períodos, os atletas permanecem concentrados e depois retornam novamente para o trabalho. Não é só o treino, mas também o descanso e a alimentação.

UM PASSO DE CADA VEZ

- Antes do Colo Colo nós temos um jogo no dia 25 e outro no dia 28. Vamos ver o desempenho desses jogadores, será tudo analisado treino a treino para colocarmos em campo quem está em melhores condições.

CUIDADOS ESPECIAIS

- Todos jogadores passam por várias avaliações e aqueles que se lesionaram em 2016, estão com um planejamento diferenciado. Chamamos de atletas especiais.

LUIS RICARDO

- O Luis encerrou a temporada passada treinando e voltou de férias antes dos outros para iniciar os trabalhos. Estamos fazendo trabalhos com ele na bicicleta, na piscina. Está ganhando como os outros, mas não em campo.

EXPERIÊNCIA QUE AGREGA

- Temos a presença do nosso professor Paulo Paixão, profissional de alto gabarito. Está fazendo uma pesquisa e o Botafogo foi o primeiro clube escolhido. Está enriquecendo o nosso trabalho.

Assessoria de Imprensa