notícia

Por um final feliz

Camilo cita identificação com o Botafogo e mira primeira Libertadores na carreira
Atualizado em 07-12-2016, 15:40

O Campeonato Brasileiro termina neste final de semana. E Botafogo decide, contra o Grêmio, em Porto Alegre, uma vaga na Copa Libertadores de 2017. Após ficar de fora das últimas duas edições, o Glorioso tem a chance de retornar à competição internacional na próxima temporada. O meia Camilo, que chegou ao clube em meados deste ano, reforçou seu desejo de disputar o maior torneio da América com a camisa alvinegra. Além disso, fez projeções maiores de carreira em General Severiano e comentou sobre sua rápida identificação com a torcida.

- A gente quer fazer história, criar uma identidade com o clube. Sei que futebol é muito dinâmico, mas penso na minha família. Tem que analisar com calma, tive uma passagem difícil na Arábia Saudita. Tenho contrato. Quero disputar a Libertadores pela primeira vez e dar alegria para o torcedor. Adoro esse clube, me sinto em casa - disse.

Desde que estreou, Camilo atuou em todos os jogos do Botafogo no Campeonato Brasileiro. Como estava no futebol árabe e não fez uma pré-temporada, assumiu que nesta retal final sentiu o desgaste do calendário. Contudo, lembrou de sua dedicação nos treinamentos e afirmou que todo esforço foi recompensado, uma vez que o Alvinegro chega na última rodada entre os principais times do Brasil.

- Agora no fim estou sentido o peso de não ter feito uma pré-temporada. Não fiquei fora de nenhum jogo no Brasileiro. Então o desempenho nem sempre é o mesmo. Fiz o meu máximo desde que cheguei. Pela situação que estávamos, procurei ajudar da melhor forma. Hoje, junto com a comissão técnica e com o Jair, estamos brigando por coisas grandes. O sacrifício valeu a pena - analisou.

Camilo tem 30 anos e possui contrato com o Botafogo até maio de 2018. Com a camisa do Botafogo, já atuou por 28 vezes e marcou 6 gols.

Fernando Morani