notícia

Seguir em frente

Jair revela tristeza, mas afirma que clube vai cumprir determinações da última rodada
Atualizado em 02-12-2016, 16h20

O futebol tem dessas coisas. Em meio ao fatídico acidente envolvendo a delegação da Chapecoense, o Botafogo precisa encontrar forças para seguir sua rotina de treinamentos e se preparar para a última rodada do Campeonato Brasileiro, prevista para o próximo dia 11, contra o Grêmio, em Porto Alegre, que vale uma vaga na Copa Libertadores de 2017.

Na entrevista coletiva desta sexta-feira, o técnico Jair Ventura comentou sobre a dualidade de sentimentos, uma vez que abatido, precisa motivar seu grupo para entrar em campo e honrar com os compromissos. Questionado sobre um eventual cancelamento da rodada, o comandante afirmou que o Glorioso vai cumprir o que for determinado.

- Está difícil até de trabalhar, de conseguirmos treinar, mas sabemos da situação. Ainda falta um jogo e vamos honrar com o que for imposto - disse.

Confira os principais pontos da entrevista do treinador;

RENOVAÇÃO

- Difícil falar em outra situação agora, principalmente uma situação particular. A diretoria já me procurou e já estamos acertados. Agora é focar no nosso último jogo. Só falta assinar o contrato. O Clube já acertou, foi tudo muito rápido. Falta só assinar.

TRAGÉDIA

- Muito difícil ter que trabalhar e treinar. Jogar ainda mais. Não é com a gente, não determinamos. Imagina um clima de jogo nessa situação? No futebol você não precisa conhecer alguém do avião para sofrer. A situação é mundial. Será difícil e vamos esperar o que vai acontecer para a gente fazer.

NEILTON

- O Neilton foi liberado por estar suspenso. Estamos tentando a permanência do atleta, que esbarra na questão financeira. A situação do João ainda está sendo acertada pela nossa diretoria. Não sei o quanto estamos acertados com o atleta. É um bom jogador.

CONTRATAÇÕES

- Estamos sempre vendo oportunidades de acordo com a realidade do clube. Nossa nova diretoria organizou a casa, isso ajuda.

GATITO FERNANDÉZ

- O Gatito é um bom goleiro. No futebol não tem segredo e só tivemos elogios sobre ele. Está próximo do Botafogo.

DESFECHO DA TEMPORADA

- É difícil falar. Temos uma tabela a cumprir e somo profissionais. Sei da dificuldade do momento, trabalhei com o Caio Júnior por muito tempo. Estava muito feliz quando ficamos conversando após o jogo. É difícil falar disso tudo agora.

JEFFERSON

- Falei até com o Jefferson após a operação. Quando achamos que temos problema nos deparamos com essa tragédia. Qualquer coisa é pequena perto disso. O Jefferson está bem, é a nossa estrela e muito disciplinado. Vai bem e acredito que nos ajude ainda no primeiro semestre.

AMIZADE COM CAIO JÚNIOR

- Até comentei no programa que estive sobre a organização do Caio. Era um cara sempre alegre. Olhar a televisão amanhã será bem complicado. Guardo boas recordações, era um cara do bem. Quero mandar um abraço para o Mateus, o filho dele que conheci também. Que Deus possa confortá-los de alguma maneira.

AMBIENTE DO GRUPO

- Estão muito abalados. Tenho falado muito pouco. Não tem como falar de tática ou motivação com a cabeça desse jeito. Tentamos dar treinos mais lúdicos. Não tenho como falar com eles de jogo de rodada passada com eles. Vou esperar semana que vem.

MONTILLO

- Essas situações sobre negociações eu não vou falar o quanto está perto ou não. Não é minha parte. É bom jogador, já teve passagem pelo Brasil e isso ajuda na adaptação. Vamos ver se conseguimos. Vai nos ajudar.

ALTERNATIVAS CONTRA O GRÊMIO

- Mudanças vão existir. Estamos estudando algumas variações. Perdemos um atacante e não tenho nenhum atacante com a característica parecida. É uma perda significativa. Temos que nos reiventar. Essa próxima semana será melhor.

ELENCO CASCUDO EM 2017

- Acho ideal mesclar. Não pode ser só de jogadores com idade avançada, perde-se a força. Conheço muito a base, temos bons jogadores subindo e podemos usar. Como treinador entendo que a melhor coisa é mesclar.

APROVEITAMENTO DA BASE

- Fomos para o último jogo com dez jogadores da base entre os vinte e um relacionados. A idade não tem haver com a competência. Se tiver preparado, vamos usar. Temos bons nomes, mas estavam ajudando o Sub-20. Agora estão mais com a gente. Os três que subiram estão no Departamento Médico agora. O profissional é muito diferente da base. Temos que saber como usar. Depende também da situação do time. Esperamos contar com os meninos ano que vem . Muitos estão nos nossos planos.

VELÓRIO DOS JORNALISTAS

- O Guilherme estava fazendo uma matéria com a gente agora sobre a análise técnica. Temos que ser solidários. Quero dar um abraço nos familiares e parece que todo mundo tinha um parente naquele avião. Foi o maior acidente envolvendo jornalistas também e vamos ter que continuar viajando. Difícil esquecer isso. Quero estar presente amanhã e de alguma forma confortar os familiares.

MANUTENÇÃO DO ELENCO

- Já conversamos bastante sobre os atletas que ficam e o que vão para pegar mais rodagem. Cito o Sassá, que é um dos artilheiros nesse ano, mas já passou por Oeste e Náutico antes. Não adianta tirar os meninos da base e queimar etapas. Dentro do nosso planejamento vamos emprestar sim para que peguem mais corpo. Assim que fecharmos tudo vamos passar para a imprensa.

Fernando Morani