notícia

Difícil falar

Pimpão reflete sobre tragédia com a Chapecoense e sofre pelo amigo Arthur Maia
Atualizado em 30-11-2016, 12:06

Uma tragédia de dor indescritível para o esporte mundial. A Chapecoense, clube em franca ascensão no cenário nacional, viajava para a primeira partida da final da Copa Sul-Americana e teve seu sonho interrompido com a queda de seu avião. A dor é grande e os 71 mortos jamais serão esquecidos. Em entrevista coletiva, o atacante Rodrigo Pimpão falou sobre o amigo Arthur Maia, com quem jogou no América-RN. O meia estava na aeronave.

- Ontem acordei, vi a notícia no celular e acabei acordando a minha esposa. O Arthur era um companheiro, frequentava a minha casa. Trocamos até camisa no último jogo. Meu filho e minha esposa estavam esperando ele acabar o treinamento para dar um abraço. Isso marca e ontem a minha esposa usou o dia inteiro a camisa dele. Fico imaginando se fosse comigo, o que iria fazer? Pensamos nesses jogadores e nos familiares deles e da imprensa. É triste, um momento difícil, mas sabemos que estarão brilhando sempre - disse o emocionado Pimpão.

pimpao_arthurmaia
Rodrigo Pimpão ao lado de Arthur Maia no América-RN. (Foto: Augusto Gomes/GloboEsporte)

Pimpão concedeu entrevista com a flâmula da Chapecoense à sua frente. O jogador também falou da tristeza geral pela perda de muitos jornalistas. O jogar prestou solidariedade aos familiares e destacou a importância de viver cada segundo.

- Não é fácil falar do assunto e para vocês(imprensa) também não. Perdas no futebol e no jornalismo também. Ontem vivemos um dia atípico. Ontem perdi um amigo, mantive o contato com os familiares e estavam em choque. Que a gente possa viver cada segundo que temos com nossos filhos. Que Deus conforte os familiares e que as estrelas deles brilhem lá no alto como brilharam nesse ano - falou.

Demais trechos da entrevista coletiva de Rodrigo Pimpão:

A DOR DE CAMILO: TRINTA AMIGOS PARTIRAM

- A gente estava conversando agora. No caso dele não foi uma pessoa e sim trinta. A pessoa tem que ter muita cabeça nesse momento, pensar na família. Agora é tocar a vida. Agora estão vendo a gente de um lugar confortável. É mais difícil para esses que tinham mais companheiros. É tirar força para ter uma energia mais positiva. Difícil demais falar sobre isso.

ADIAMENTO DA RODADA

- Sem condições para nós jogadores e para a imprensa. Não existe necessidade. Lógico que temos o nosso planejamento das férias, mas não tive problema em cancelar a minha viagem por um fato desse.

PROGRAMAÇÃO ALTERADA

- Ainda está muito cedo para falar de futuro. Hoje já teve uma alteração na programação por conta da mudança na partida. A comissão técnica sabe os trabalhos certos. Optaram pelo treinamento físico, correta a atitude. Semana que vem temos um jogo decisivo para nós e temos que focar nisso também.

APOIO ALVINEGRO

- Nesse momento tão difícil a gente tem que ajudar de alguma maneira. Clubes do Brasil e de fora querem ajudar a Chapecoense. O Botafogo também está nessa causa e estamos dispostos a ajudar da melhor forma possível.

PARA REFLETIR

- Realmente recebemos a passagem e entramos no avião. Normalmente não ficamos olhando quando estão dando instruções porque viajamos sempre. Isso é uma tragédia, difícil falar. A gente confia e acredita na logística, no Botafogo. Sempre foi bem feita pelo Adriano(Coordenador de Futebol), um cara que está sempre preocupado conosco para que tudo corra bem. A Chapecoense também tentou fazer um voo mais tranquilo. Foi uma coisa atípica.

ENTRAR EM CAMPO ANTE O GRÊMIO

- Não vai ser fácil, mas a gente vai ter que correr não só por nós, mas também por eles. Estarão felizes pela nossa alegria de fazer o que mais gostamos.

MAIS TEMPO COM A FAMÍLIA

- Às vezes chegamos em casa e falamos para o filho que estamos cansados, que trabalhamos muito. Talvez seja a hora de parar para pensar que um minuto pode ser valioso. É aproveitar cada segundo, deixar celular, tudo de lado... Ontem abdiquei de tudo para estar com ele, levá-lo e buscá-lo na escola. Esse minuto de atenção que temos que focar mais. Querendo ou não eles são nossa energia quando chegamos em casa putos ou felizes.

Confira a galeria de fotos do treino desta quarta-feira nas imagens de (Vítor Silva/SSPress/BFR)!

 

Marcos Silva