notícia

Visita especial

Em passagem pelo Rio, Lúcio Flávio revê amigos e recebe presente em General Severiano
Atualizado em 25-11-2016, 23:45

"Ah, é Lúcio Flávio!". Entre os anos de 2006 a 2010, esse canto era mais do que comum de se ouvir nas arquibancadas alvinegras. Bicampeão carioca pelo Glorioso, o ex-atleta do Botafogo esteve presente na sede de General Severiano e relembrou os bons momentos vividos no Fogão. 

Lúcio, que veio ao Rio para participar do Footlink (Evento sobre futebol), separou um pouco do seu tempo para matar as saudades e visitar os velhos amigos, feitos na época em que atuou com a camisa 10 alvinegra.

- Foi praticamente uma surpresa, vim para participar de um evento de futebol aqui do Rio e acabei sendo presenteado com essa visita, vendo funcionários que estavam aqui na minha época, pessoas que ao longo da minha história fizeram parte dela, um momento bastante especial, porque não é sempre que posso estar aqui por conta da correria da profissão. É Sempre bom poder vir aqui no Botafogo, um clube que todos sabem do meu carinho. - destacou.

Além de ser imensamente considerado por todos em General Severiano, Lúcio Flávio, que segue em atividade e conquistou o acesso à série B com o ABC nesse ano, descreveu também a sua relação de carinho mútuo com a torcida alvinegra e contou que o encontro com botafoguenses em Natal é constante, fato que mostra a grandeza do clube. 

- Em todo lugar que eu encontro um torcedor do Botafogo é sempre a mesma forma de carinho, de gratidão e de respeito. Eu, por enquanto, ainda não encerrei a carreira e até nesse ano de 2016, lá no ABC em Natal, por conta de também ser um alvinegro existiu uma identificação grande, além de ter também muitos botafoguenses na região, então é muito frequente eu encontrar um torcedor do Botafogo e é sempre um motivo de muita satisfação. - contou o meia.

Sem título

Através de Manoel Renha, diretor das categorias de base do Botafogo, Lúcio Flávio recebeu uma pequena homenagem, um quadro de agradecimento por parte do clube. O meia se mostrou muito contente com a lembrança, relembrou seus mais de 200 jogos com a camisa alvinegra e ainda projetou a felicidade de seu filho Levi, um pequeno botafoguense fanático.

- Esse presente é muito gratificante, por fazer parte de uma história como é a do Botafogo, um clube riquíssimo de conquistas e ídolos que marcaram época. Acho que os mais de 200 jogos que fiz com a camisa do Botafogo me proporcionaram essa lembrança. Esse quadro que eu estou recebendo vai ficar em um lugar especial na minha galeria e o Levi, meu filho, que é um botafoguense roxo, irá se contentar muito quando eu chegar em casa. - comentou Lúcio Flávio.

Assessoria de Imprensa