notícia

Atitude preponderante

Hungaro pede time decidido para vencer novo jogo do ano e avançar
Atualizado em 07-04-2014, 12h22

Um jogo para jogador decidido, para ter atitude pela vitória. É assim que Eduardo Hungaro define o duelo do Botafogo com o San Lorenzo, nesta quarta-feira, em Buenos Aires. A partida vale vaga nas oitavas de final da Copa Bridgestone Libertadores.

Nesta segunda-feira, o time fez o último treinamento antes de viajar para a Argentina. Eduardo Hungaro confirmou Airton e Jorge Wagner, mas revelou que Bolatti é dúvida para a partida. O time treinou com: Jefferson, Lucas, Bolívar, Dória e Julio Cesar; Airton, Gabriel, Jorge Wagner e Lodeiro; Wallyson e Ferreyra.

Veja galeria de fotos de Satiro Sodré e Vitor Silva / SS Press!




Com tom otimista, Eduardo Hungaro concedeu entrevista coletiva. Confira os principais trechos:

DECISÃO

"Jogo decisivo é para jogador decidido. A atitude vai ser o compontente mais importante. Temos que jogar um bom futebol, a equipe tem evoluído nos treinos, fez um bom jogo com a Unión Española, embora tenhamos nos excedido em cruzamentos e bolas na área. Controlamos, mas o resultado não foi justo. Temos que nos impor em campo, ter comportamente de quem vai buscar a classificação custe o que custar, sabendo que vamos enfrentar um adversário de qualidade. O Botafogo está preparado para obter a vaga".

ESCALAÇÃO

"Airton treinou e confirmo como titular. É um jogador equivalente ao Marcelo Mattos, com características de marcação, tem feito ótimos treinamentos. Não temos perda significativa. O grupo tem expectativa boa nele, tem muita aceitação pela forma que trabalha e se empenha. Já a dor no joelho do Bolatti cria preocupação, vai fazer exame, Deus queira que não crie impeditivo. Em jogo decvisivo, precisamos de jogadores em estado pleno de forma".

JORGE WAGNER

"Jorge viaja conosco. Coloquei a possibilidade de ir amanhã, ele não abriu mão de ir com o grupo desde já. A situação da esposa está evoluindo bem. A decisão foi mais dele do que minha, mostrando o alto sentido profissional".

CRUZAMENTOS NA ÁREA

"Uma equipe que tem um jogador como Ferreyra não vai aproveitar a bola cruzada na área? É natural buscar esse tipo de jogada. O erro foi ter cruzado até mais bolas com um jogador como o Henrique., de outra característica. Se não tiver jogada de fundo, que rode a bola. O mais errado é cruzar da intermediária ou do bico da área. Temos chegado mais à linha de fundo, feito tabelas por dentro, infiltração, buscado o espaço por trás da última linha do adversário. Vamos tentar essas variações. A jogada forte do Ferreyra é da bola vinda do fundo".

VOLTA DE GABRIEL

"É um jogador dinâmico, com pés rapidíssimos, titular desde o ano passado, importante em jogo disputado e brigado. Vai dar contribuição no setor. É um jogador motivado e confiante, uma mais valia para a nossa equipe".

PRESSÃO DA TORCIDA

"Nosso grupo é experiente, sabe aproveitar como mais uma motivação, mais vontade e disposição. Temos um grupo de jogadores que não vai ficar assustado ou ter dificuldades. Torcida não imobiliza perna de ninguém, o jogo é dentro das quatro linhas, 11 contra 11. Eles vão se manifestar, mas não vão ter interferência".

VENCER FORA DE CASA

"Estivemos próximos de vencer no Equador e no Chile. Temos confiança pela evolução evidente, é o melhor momento em termos ofensivos, Wallyson está mais forte e mais rápido, com mais entendimento nas movimentações, Lodeiro vem aproveitando treinos, a volta do Ferreyra tem peso significativo... Vai ser um jogo equilibrado, disputado, mas temos condições de vencer sim".

JOGAR POR EMPATE?

"O empate não nos serve, pode nos servir. Não estamos pensando nisso, porque não temos garantia que dá classificação. Treinamos várias situações, três volantes, a formação mais usada, porque sabemos que pode ser necessário. Mas em nenhum momento pensamos em nos preparar para empatar. Vamos para nos impor. Teremos dificuldades, contra um adversário em casa e com a torcida, mas sabemos como jogar".

JOGO DO ANO?

"Já tivemos jogo do ano, que era o do Deportivo Quito. Agora é de novo. Isso mostra o trabalho que foi feito ano passado, é o resultado do que esse grupo, comissão técnica e diretoria fizeram. O ano vale a pena quando se vive várias vezes os jogos do ano. Sem dúvida nenhuma vamos ter uma temporada melhor e significativa se avançarmos. O gostoso do futebol é viver esse tipo de situação, para participar de jogos do ano. Temos esperança de conseguir o mesmo êxito".

Danilo Santos