notícia

Botafogo 0 x 0 Coritiba

Fogão pressiona até o fim, cria, mas para em goleiro rival e vai a 54 pontos
Atualizado em 29-10-2016, 20h25

 

 

Sabe aqueles jogos em que um time pressiona, cria inúmeras chances e o goleiro adversário sai como o melhor em campo? Foi Botafogo 0 x 0 Coritiba, neste sábado, na Arena Botafogo. O Fogão, que teve um pênalti claro a seu favor não marcado, chegou a 54 pontos no Campeonato Brasileiro e foi aplaudido pela torcida no fim.

O próximo adversário é o Flamengo, sábado, no Maracanã.

O JOGO

Em noite de homenagens a Carlos Alberto Torres e com casa cheia na Arena, Botafogo e Coritiba protagonizaram um grande duelo, disputado a cada palmo e com oportunidades para ambos os lados. O primeiro tempo só não terminou com vantagem alvinegra porque Wilson fez ótimas defesas.

Fechado e com forte poder de marcação, o Coritiba bloqueou as ações iniciais do Botafogo e ainda saiu perigosamente. González arriscou uma por cima, Iago e Kazim entraram livres na área e perderam as oportunidades por erro de domínio.

Aos 16, Wilson apareceu pela primeira vez. Após cruzamento de Camilo, Emerson desviou na direção do gol e o goleiro pegou. Neilton e Rodrigo Pimpão também tentaram, mas tiveram o cruzamento travado pela zaga.

O Coritiba buscava os contra-ataques. Em um deles, Kazim recebeu na área e finalizou cruzado, Sidão fez boa defesa. Na resposta do Botafogo, aos 31, Pimpão cruzou e Sassá foi agarrado e atropelado dentro da área. Pênalti claro não marcado.

Mais chances para o Fogão: novo cruzamento de Camilo, Emerson bateu firme e Wilson jogou para escanteio. Aos 40, Neilton entrou driblando e tocou para Pimpão chutar no cantinho e Wilson fazer um milagre.

Se no primeiro tempo o Botafogo dominou, mas o Coritiba também assustou, no segundo o panorama começou diferente. Só deu Fogão. Aos 3, Sassá deu bom passe, Pimpão bateu cruzado, Wilson espalmou e quase Camilo chegou para o rebote. Aos 5, em sobra na área, o meia tentou encobrir o goleiro de cabeça, mas ele se recuperou e mandou para fora.

Aos 14, mais Botafogo. Neilton recebeu pela esquerda, ajeitou o corpo, chutou em curva e a bola saiu rente à trave. Minuto 16: escanteio na área, Sassá tentou bateu na sobra, mas foi abafado por Wilson.

Se não transformou a pressão em gols, o Botafogo viu o Coritiba crescer e voltar ao jogo. Aos 21, bola cruzada na área, Amaral cabeceou e Sidão fez grande defesa. Aos 29, em lance confuso, Kazim desviou, Vinicius chutou, a bola tocou na trave e em Sidão antes de ser cortada de vez.

Jair Ventura mexeu. Primeiro Gervasio Nuñez, depois Leandrinho e Vinicius. Aos 39, Neilton fez grande jogada com Camilo, cruzou e Vinicius arrematou por cima. Aos 42, Yaca passou por dois, clareou e mandou colocado, mas sobre o gol.
 
Empurrado pela torcida, o Botafogo pressionou até o fim e quase marcou nos minutos finais. Camilo cobrou falta na área, Vinicius Tanque cabeceou e Wilson fez milagre de novo. Não foi dia de a bola entrar.

GALERIA DE FOTOS (Vitor Silva / SS Press / Botafogo)

 

BOTAFOGO: Sidão, Alemão, Joel Carli, Emerson e Victor Luis; Rodrigo Lindoso (Leandrinho), Bruno Silva e Camilo; Rodrigo Pimpão (Gervasio Nuñez), Sassá (Vinicius) e Neilton. Técnico: Jair Ventura.

Danilo Santos