notícia

Descanse em paz, Capita

Botafogo lamenta o falecimento do ídolo Carlos Alberto Torres
Atualizado em 25-10-2016, 12h20

É com profundo pesar que o Botafogo lamenta a morte do ídolo Carlos Alberto Torres, na manhã desta terça-feira, aos 72 anos, no Rio de Janeiro, vítima de infarto. Capitão do Tri Mundial do Brasil na Copa do Mundo de 70, Capita, como conhecido carinhosamente, marcou o seu nome na história do clube. Integra o Time do Século XX do Botafogo, sendo conhecido pelo potente chute de pé direito. Carioca e nascido em 17 de julho de 1944, Capita destacou-se também como técnico. Em 1993, fez história ao levar o Botafogo a conquistar a Taça Conmebol (Sul-Americano) para orgulho dos alvinegros.

O Botafogo de Futebol e Regatas decreta luto oficial e hasteia sua bandeira a meio-mastro na sede de General Severiano. O clube manifesta sua solidariedade aos amigos e familiares do Capita, este ídolo e símbolo alvinegro que nos deixa.

O velório será realizado nesta terça-feira, a partir das 18h, na sede da Confederação Brasileira de Futebol (CBF), na Barra da Tijuca, sendo aberto ao público. O enterro na quarta, às 11h, no Cemitério de Irajá.

Botafogo de Futebol e Regatas