notícia

Botafogo 3 x 2 Atlético-MG

Em um grande jogo, Fogão vence com gol de Dudu no fim e vai a 50 pontos!
Atualizado em 16-10-2016, 18h54

 

 

Aqui é Botafogo! Um time capaz de fazer um grande primeiro tempo, abrir 2 a 0, e depois buscar a vitória nos minutos finais! Com gols de Bruno Silva, Rodrigo Pimpão e Dudu Cearense, o Fogão venceu o Atlético-MG por 3 a 2 na Arena Botafogo, neste domingo, e foi a 50 pontos no Campeonato Brasileiro! Um grande triunfo nos braços da torcida, que levou quase 15 mil pessoas ao estádio.

O próximo compromisso é quarta-feira, contra o Santa Cruz, no Arruda.

O JOGO

Arena Botafogo cheia, domingo à tarde, sol, torcida animada. Com o ambiente o favor, o Fogão começou a partida com tudo, fez um grande primeiro tempo e abriu 2 a 0. Ficou até barato para o Atlético-MG.

O início foi de pressão. Camilo e Alemão já obrigaram Victor a trabalhar antes dos 3 minutos. Aos 4, veio o primeiro gol. Cruzamento na área, Bruno Silva dominou e fuzilou para as redes. Botafogo 1 x 0 Atlético-MG!

O Botafogo seguiu em cima e quase ampliou em bomba de Camilo de esquerda, bem defendida por Victor. Em seu único lance perigoso, o Atlético-MG fez uma blitz. A bola rondou a área, Robinho tentou, Fabio Santos finalizou, mas Emerson conseguiu cortar.

Aos 23, Neilton protagonizou um belo lance, no qual entortou três marcadores em um espaço curto até levar um violento chute por trás de Rafael Carioca, que deveria ter sido expulso. O árbitro deu apenas cartão amarelo.

Se não ficou em superioridade numérica, o Fogão ampliou o placar com um golaço. Neilton carregou, Alemão lançou e Rodrigo Pimpão acertou um bonito chute de primeira, aos 34. Botafogo 2 x 0 Atlético-MG!

A segunda etapa começou com Fred acertando o rosto de Emerson, que sangrou e teve de ser atendido. Apesar de já ter amarelo, o atacante não foi expulso. O Botafogo teve a chance para matar aos 4, quando Camilo invadiu livre a área, mas não finalizou bem.

O Atlético-MG era perigoso e tinha voltado com mais um atacante: Pratto. E conseguiu achar o gol que o recolocou no jogo. Foi aos 8, quando Fred entrou na área com liberdade e tocou no canto, sem chances para Sassá. Pouco depois, Otero quase empatou, em bela jogada individual que terminou com chute na trave.

Vez de o Botafogo ter novas chances. Aos 17, Dudu Cearense lançou e Sassá, em posição duvidosa, fez o gol. A arbitragem anulou por alegar impedimento. Aos 20, lançamento longo, Victor saiu mal, Camilo teve o gol vazio e finalizou, a bola passou perto e quase Sassá chegou.

Até que o Galo usou um dos seus pontos mais fortes, o jogo aéreo, e empatou a partida. Após cruzamento da direita, Leonardo Silva subiu muito e cabeceou para as redes, aos 24.

O jogo então ficou aberto, com chances para os dois lados. Bruno Silva mandou uma por cima; Cazares deu chute perigoso que Emerson Silva tirou de cabeça. Yaca lançou, Camilo bateu forte cruzado e Victor Luis completou para fora. Do outro lado, Pratto arriscou e Sidão espalmou.

A dramaticidade do jogo foi até o apito final, mas terminou feliz para o Botafogo! Aos 45, Yaca conseguiu escanteio pela esquerda. Camilo cobrou com precisão e Dudu Cearense, de cabeça, fez o gol de uma espetacular vitória gloriosa!

GALERIA DE FOTOS (Vitor Silva / SS Press / Botafogo)

 

BOTAFOGO: Sidão, Alemão, Emerson, Emerson Silva e Victor Luis; Airton (Dudu Cearense), Bruno Silva, Rodrigo Lindoso e Camilo; Rodrigo Pimpão (Sassá) e Neilton (Gervasio Nuñez). Técnico: Jair Ventura.

Danilo Santos