notícia

Ih, Libertadores...

Sassá pensa jogo a jogo e busca primeiro objetivo para sonhar com a vaga
Atualizado em 10-10-2016, 17:10

O Botafogo cresceu consideravelmente no Campeonato Brasileiro, calou crítico e transformou o rebaixamento dado por muitos como certo em chances de coisas maiores na competição. O G-4 virou G-6 e, quem sabe, até G-7. Com Jair Ventura o Glorioso venceu oito jogos, perdeu apenas três. Indicadores positivos de um trabalho que merece ser coroado. Ciente da meta inicial, de 46 pontos, Sassá adotou os pés no chão, mas acredita no potencial da equipe.

- Quando mais a gente vai se distanciando do Z-4, automaticamente estamos chegando na parte de cima na tabela. Estamos pensando jogo a jogo, primeiro temos que chegar aos 46 pontos. Se for vontade de Deus, vamos sonhar mais para frente com a Libertadores - disse.

Com um início de competição complicado, Sassá sabe que o foco inicial é zerar as chances de queda. No entanto, a campanha no returno é animadora, com a melhor defesa e o terceiro melhor aproveitamento. Hora de acreditar.

- Eu não acredito em rebaixamento. Desde o início do ano, eu nunca acreditei. Nosso time é batalhador. A gente não merecia. O primeiro turno serviu de lição. No returno temos a terceira melhor campanha, atrás de Palmeiras e Flamengo. Nunca imaginei que seriamos rebaixados - frisou.

O próximo desafio do Botafogo no Brasileirão é na quarta-feira, às 21h45, contra o Internacional, na Arena Botafogo. Sassá aproveitou para convocar o botafoguense para a partida em casa, mais um passo importante e, quem sabe, uma mudança acelerada de objetivo.

- A presença do torcedor sempre é importante. Quarta-feira será feriado. Depois de duas vitorias contra Corinthians e Figueirense, espero que nosso torcedor lote a Arena e faça do estádio um caldeirão contra o Inter - convocou.

Marcos Silva