notícia

Botafogo 2 x 5 Cruzeiro

Fogão perde no jogo de ida das oitavas da Copa do Brasil
Atualizado em 01-09-2016, 21h51

A  noite não foi do Botafogo. Em um jogo cheio de gols, o time foi derrotado por 5 a 2 pelo Cruzeiro, nesta quinta-feira, na Arena Botafogo, no jogo de ida da Copa do Brasil. Sassá e Neilton fizeram os gols alvinegros. A segunda partida será no dia 21 de setembro, no Mineirão.

O próximo jogo do Botafogo é domingo, contra o Grêmio, pelo Campeonato Brasileiro.

O JOGO

De volta à Arena Botafogo, o Fogão tinha pela frente um adversário perigoso, em uma crescente. O equilíbrio deu o tom no primeiro tempo, que podia ter terminado com vantagem alvinegra.

No início, houve um susto. Ábila recebeu na área, cortou Emerson e mandou na rede pelo lado de fora. O Botafogo respondeu com Sassá, que invadiu e bateu travado, e com Bruno Silva, em cabeçada perigosa, aos 16. Ábila, novamente, ameaçou aos 18, quando finalizou e errou o alvo.

Enquanto o Botafogo tinha a posse de bola e organização, o Cruzeiro era incisivo na frente. Em contra-ataque rápido, Arrascaeta bateu com perigo. Do outro lado, Sassá era quem mais incomodava. De tanto insistir, ele foi premiado. Aos 37, Diogo fez bela jogada e cruzou na medida para o atacante marcar de cabeça: Botafogo 1 x 0 Cruzeiro.

A oportunidade para ampliar veio aos 41, quando Camilo dividiu com o goleiro, Bruno Silva pegou a sobra, mas bateu para fora. Então, o Cruzeiro partiu com tudo. Edimar obrigou Sidão a fazer grande defesa em cruzamento. Aos 44, não teve jeito. Renan Fonseca cometeu pênalti, convertido por Ábila.

O Cruzeiro começou o segundo tempo com uma grande chance, com Ábila livre na cara do gol tentando encobrir Sidão, que fez a defesa. Então, o Botafogo foi prejudicado pela arbitragem. Rodrigo Lindoso deu ótimo passe e Sassá marcou, mas foi assinalado impedimento, que não havia.

Com o jogo aberto, começaram a sair gols rapidamente. Robinho finalizou, Emerson desviu e a bola entrou, vencendo Sidão. Aos 14, minuto seguinte, Neilton aproveitou cruzamento de Luis Ricardo e igual em 2 a 2. Porém, aos 19, Ábila voltou a colocar o Cruzeiro em vantagem.

O que já estava difícil piorou aos 22. Foi quando Robinho recebeu passe na área e fez 4 a 2. A grande oportunidade para o Botafogo diminuir foi aos 39, em cabeçada de Renan Fonseca que Rafael fez um milagre. No fim, Rodrigo Lindoso sentiu e o time alvinegro ficou com um a menos, levando o quinto gol no último lance, com Henrique.

GALERIA DE FOTOS (Vitor Silva / SS Press / Botafogo)

 

BOTAFOGO: Sidão, Luis Ricardo, Renan Fonseca, Emerson e Diogo; Airton (Canales), Bruno Silva (Leandrinho), Rodrigo Lindoso e Camilo; Neilton (Rodrigo Pimpão) e Sassá. Técnico: Jair Ventura.

Danilo Santos