notícia

Bem melhor

Recuperado, Pimpão trabalha duro para voltar a ser o artilheiro de destaque
Atualizado em 09-08-2016, 18:33

"Aqui no Botafogo, no ano passado, tive o meu melhor momento na carreira". Rodrigo Pimpão utilizou essas palavras para lembrar do seu bom rendimento pelo Botafogo em 2015, o que o fez se transferir para os Emirados Árabes e retornar ao Glorioso para dar sequência na sua história. Recuperado de lesão, o atacante participou do jogo-treino contra a Portuguesa e, bem melhor fisicamente, espera reencontrar seu melhor futebol.

- A cada dia estou lutando, trabalhando e sempre buscando o meu melhor. Aqui no Botafogo, no ano passado, tive o meu melhor momento na carreira. Estava no meu auge quando sai. Me espelho no ano passado, vejo o que eu fazia para melhorar diariamente fora de campo, rotina fora do trabalho, para que aquele Pimpão volte - disse.

Novamente à disposição de Ricardo Gomes após ser ausência contra Palmeira e Ponte Preta, o atacante espera ter um retorno melhor. Melhor fisicamente, Pimpão falou da diferença de trabalho entre o Brasil e o feito nos Emirados Árabes, o que atrapalhou em seu rendimento.

- Hoje estou me sentindo melhor. Comecei sentindo o ritmo de jogo, tive uma lesão. Lá fora é totalmente diferente. Estou me sentindo melhor para as próximas partidas. Fiquei um ano fora. Treinava um período por dia por uma hora por adia. Fazia trabalhos particulares fora do clube. A gente sente. Estou sentindo. Espero que essa minha readaptação seja mais rápida. Estou trabalhando para isso - lembrou.

Diante do São Paulo, domingo, no Morumbi, Pimpão e o Botafogo terão uma nova chance. Na estreia do campeonato, derrota para o Tricolor paulista em Volta Redonda. Pimpão ainda não estava no Glorioso, mas acompanhou a partida. Agora, no início do returno, a chance de começar uma nova história.

- A pressão existe. Temos que ter paciência e tranquilidade para que isso não afete os jogadores. Quando se está lá embaixo é ruim. Temos que sair dessa situação, mas sem pressão, pensando jogo por jogo. O São Paulo é um adversário difícil, mas vamos com tudo. Vamos ter que fazer um segundo turno melhor. Õ primeiro turno não foi o ideal, não foi o que gostaríamos. Vamos trabalhar forte para melhorar e fazer um segundo turno melhor do que o primeiro - encerrou Pimpão.

Marcos Silva