notícia

Cabeça no lugar

Renan Fonseca cita união do grupo e pede tranquilidade para equipe subir na tabela
Atualizado em 23-06-2016, 20:06

O Botafogo criou muitas chances na partida da última quarta-feira, contra o Figueirense, em Juiz de Fora. Contudo, não conseguiu traduzir as oportunidades em gols e acabou ficando no empate em 0 a 0 com a equipe catarinense. O resultado, sem dúvidas, não era o esperado, mas o Alvinegro vê no jogo com o Internacional a chance de iniciar a reabilitação no Campeonato Brasileiro.

O zagueiro Renan Fonseca, que conversou com a imprensa na tarde desta quinta-feira, em entrevista coletiva, chamou a atenção para eventuais dificuldades na partida com o Colorado, entretanto, por outro lado, afirmou que o duelo serve para o Glorioso mostrar seu melhor futebol e retornar ao caminho das vitórias. Sereno, reforçou a confiança no elenco, citando a união de todos.

- Não tem jogo fácil na Série A. Contra o Inter, fora de casa, é uma grande oportunidade para melhorarmos no campeonato. Uma motivação a mais para iniciarmos nossa retomada. Todo mundo precisa ser otimista. Nosso objetivo é vencer e subir na tabela. Para atirar pedra já tem muita gente aí fora, então temos que estar unidos e fortalecidos. O mais importante agora é manter a tranquilidade - disse.

Renan ainda comentou sobre o esforço de todos os jogadores para colocar o Botafogo novamente em uma sequência positiva. Apesar da situação incômoda na tabela, o defensor acredita que a equipe está evoluindo e valorizou as últimas atuações do Alvinegro.

- É uma situação que ninguém está satisfeito. Acho que todos estão muito empenhados, vejo no dia a dia, nos jogos. Todos estão se esforçando muito para sair da zona, subir degrau por degrau. Então é pensar jogo a jogo. Nos últimos quatro jogos, levamos empate nos acréscimos, vencemos bem o América-MG, contra o Corinthians criamos bastante e ontem tivemos muitas oportunidades. Estamos no caminho, mas precisamos do resultado - encerrou.

Com 9 pontos no Brasileirão, o Botafogo enfrenta o Internacional no próximo domingo, às 16h, no Beira-Rio.

Fernando Morani