notícia

Espírito copeiro

Com a vantagem, Ricardo Gomes prega atenção contra a Juazeirense pela Copa do Brasil
Atualizado em 18-05-2016, 18:26

Com a vitória por 2 a 1 na partida de ida da 2ª fase da Copa do Brasil, o Botafogo está no caminho certo para a classificação contra a equipe baiana da Juazeirense. No novo confronto, quinta-feira, em Los Lários, o treinador Ricardo Gomes espera um time concentrado e atento para os riscos de uma copa.

- No futebol você tem as surpresas, geralmente em copas. Isso é clássico. Vocês viram no último jogo contra a Juazeirense. Eles contam com três bons jogadores e se não entrarmos concentrados tudo pode acontecer. Temos que concentrar os 90 minutos. Eles tiveram chances de até empatar o jogo na Bahia. Temos que ter cuidado e mandar no jogo - ressaltou o treinador.

Com uma dura sequência de jogos pela frente, Ricardo admite preservar jogadores pela Copa do Brasil. O treinador esboçou um time e as possíveis ausências.

- Força máxima não. Tenho três ou quatro jogadores para preservar. Leandro, o Rodrigo Lindoso, pela sobrecarga, o Salgueiro... Esses não começam jogando. O Luis Ricardo e o Ribamar também podem ser preservados. Tenho uma dúvida em relação ao estado do Salgueiro pensando na nossa sequência dura no Campeonato Brasileiro. Vamos precisar de todos nesses dez dias - contou Ricardo.

Confira os principais trechos da entrevista coletiva de Ricardo Gomes:

EMERSON SANTOS

- Ele está bem. Tive uma dúvida em relação ao jogo do São Paulo por conta da sequência de jogos. Ele vai para o jogo e tudo depende do ritmo, do que acontecer dentro da partida.

HELTON LEITE LARGA NA FRENTE

- Depende do trabalho. O entrosamento faz com que defina o time. O Helton vai começar nos dois próximos jogos e com certeza vai continuar com boas atuações. O Sidão é um bom goleiro, mas na minha cabeça hoje o Helton é o titular.

O ATAQUE

- No último jogo da Copa do Brasil entramos com Luis Henrique e Sassá, um por tempo. O Luis Henrique sempre tem oportunidade, principalmente na Copa do Brasil. Caiu um pouco de rendimento, o que é normal nessa idade. Esse peso existe para grandes jogadores e não é diferente para os garotos.

NOVOS EQUIPAMENTOS NA PREPARAÇÃO

- Isso é muito importante. Não só para o Botafogo. Hoje em dia o jogo mudou, a velocidade também. É muito mais rápido e consequentemente o desgaste é muito maior. Essa é a nossa ideia. Tecnologia voltada para qualidade de treinamento e recuperação.

DE OLHO EM TODOS

- Eu não tenho agenda de substituição. No meu dia a dia eu quero melhorar todo mundo. O cara que não está jogando tem que sair daqui melhor do que entrou, por isso evito ter um elenco de quarenta jogadores. É importante para poder dar atenção. Um elenco reduzido faz com que a comissão técnica esteja atenta a cada jogador.
 
Marcos Silva