notícia

Botafogo 1 x 0 Independiente Del Valle

Glorioso vence mais uma no Maracanã e chega a 7 pontos na Libertadores
Atualizado em 18-03-2014, 23h54

Terceiro jogo no Maracanã na Copa Bridgestone Libertadores e a terceira vitória! O Botafogo venceu o Independiente Del Valle (EQU) por 1 a 0, nesta terça-feira, e chegou a 7 pontos, mantendo-se na liderança do Grupo 2. O gol foi marcado por Ferreyra.

O próximo adversário é a Unión Española, no dia 2 de abril, no Maracanã.

GALERIA DE FOTOS (Luciano Belford e Vitor Silva / SS Press)




O JOGO

A comunhão com a torcida e o fator Maracanã eram estímulos para o Botafogo, que começou em cima, disposto a abrir vantagem. O que conseguiu logo aos 2 minutos. Foi quando Lucas foi na linha de fundo e cruzou na medida para Ferreyra cabecear firme e marcar: Botafogo 1 x 0 Independiente Del Valle!

O gol no início era tudo que o Botafogo precisava para facilitar um jogo contra um adversário fechado, que ameaçou apenas aos 6, em finalização cruzada de González para boa defesa de Jefferson com os pés.

No mais, o time alvinegro foi superior no primeiro tempo e poderia ter ampliado. Aos 9, Gabriel arrematou por cima. Aos 10, Julio Cesar foi ao fundo e cruzou, Ferreyra chegou batendo, mas a zaga travou. Lodeiro e Jorge Wagner também arriscaram, parando no goleiro.

A partida diminuiu de ritmo, ficando entre os meios-de-campo. Até que houve um susto aos 42, em lance que Lamas recebeu na área, bateu cruzado, a bola desviou e quase entrou. A resposta do Botafogo veio no minuto seguinte: em contra-ataque, Jorge Wagner acertou belo chute, que caprichosamente parou no travessão.

Na etapa final, novamente o Botafogo começou bem, ameaçando com chutes perigosos de Lodeiro e Jorge Wagner. Aos poucos, o Independiente Del Valle passou a gostar do jogo e a trocar passes até criar sua chance mais real até então. Após sobra na entrada da área, Guerrero bateu de canhota rente à trave, aos 14. Porém, já aos 15, foi o Glorioso que quase chegou ao segundo, com Wallyson pegando rebote na área, mas mandando por cima, desequilibrado.

Eduardo Hungaro mudou o time, com Cidinho no lugar de Wallyson e depois Bolatti na vaga de Gabriel. Neste meio tempo, veio o maior dos sustos. Um chute torto de Guerrero desviou em Dória aos 27 e tomou o caminho do gol, mas Jefferson voou e se esticou todo para evitar o empate. O goleiro foi ovacionado pela torcida alvinegra.

No lado do Botafogo, a melhor oportunidade veio era a Bolatti. Aos 36, ele tabelou com Lodeiro, entortou seu marcador e bateu colocado, mas para fora. Contudo, aos 45, de novo Jorge Wagner soltou uma bomba no travessão. Não precisava, pois o time segurou a importante vitória.

BOTAFOGO:
Jefferson, Lucas (Junior Cesar), Dankler, Dória e Julio Cesar; Marcelo Mattos, Gabriel (Bolatti), Jorge Wagner e Lodeiro; Wallyson (Cidinho) e Ferreyra. Técnico: Eduardo Hungaro.

Danilo Santos