notícia

Estamos juntos

Ricardo Gomes destaca boa relação com o elenco e vê trabalho fluir
Atualizado em 11-03-2016, 14:59

No futebol o coletivo conta muito e um time unido dentro e fora de campo sai na frente antes mesmo do jogo começar. No Botafogo, mesmo com a equipe montada em pouco tempo, essa química começa a ganhar força e o fruto é a série invicta no Estadual. Comandante alvinegro, o treinador Ricardo Gomes ressaltou o comprometimento dos seus pupilos e não quer sair da rota das vitórias tão cedo.

- Essa boa relação é a primeira condição para ter o melhor controle do grupo. É mais fácil com um bom ambiente e não vejo outro jeito. Sem vitória é difícil manter isso. Por essa semana de trabalho estou ainda mais confiante e acreditando que nós vamos brigar. Por vezes dei as instruções, mas sem perceber aquela liga. O time está começando a ganhar automatismos importantes nos treinos e jogos - destacou Ricardo Gomes.

Confira os principais trechos da entrevista coletiva de Ricardo Gomes:

PLANOS COM AIRTON

- A minha ideia é que ele pense só em jogar futebol e controle o meio-campo. No Flamengo de 2009 ele fez dupla com o Willians e foi muito bem. Depois se perdeu um pouco, mas estamos tentando reencontrar isso. É um jogador de qualidade e temos que enaltecer esse aspecto. Dou conselhos sim, sou pago pra isso, mas é uma pequena parte do trabalho. Preciso da cabeça dele entendendo e produzindo em campo. O Airton têm as qualidades necessárias.

SALGUEIRO

- Ele tem qualidade técnica, está entrando em forma e conhecendo o ritmo do jogo brasileiro, que é diferente. Começa como titular, mas vai depender do seu rendimento. Nessa remontagem do Botafogo ele começa e depende dele para continuar.

EMERSON SANTOS

- Começa o ano como titular e espero que ele fique. Tem qualidade para isso, mas depende do rendimento dele nesse Campeonato Carioca. Na minha cabeça ele pode evoluir ainda mais.

O TRABALHO É GARANTIDO

- Garantia no futebol é difícil. Muito trabalho bem feito e você consegue dar alegrias à torcida do Botafogo. Prometo um bom trabalho, mas isso é um jogo. Diminui a margem de erro, mas não é uma ciência exata.

SEM OLHAR PARA A TABELA

- Esse discurso eu não utilizo. Quando entramos numa competição conhecemos o regulamento e já falei que não olho muito para a tabela. Na minha cabeça o mais importante é a qualidade do jogo.

NA MARCA DA CAL

- Quando você tem um cara que se destaca ele se torna o cobrador. Nessa competição nós ainda estamos escolhendo o nosso. Hoje o Botafogo não tem um batedor oficial.

ATAQUE ALVINEGRO

- Já falei isso e a resposta é a mesma. Precisamos sim reforçar o ataque. Esperava em quinze dias, mas a coisa não está fácil pra ninguém. Vamos prorrogar isso por mais quinze dias para que seja verdade. Não é só uma questão financeira, o mercado não conta com muitas opções.

Confira a galeria de fotos do treino desta sexta-feira nas imagens de Vítor Silva/SSPress!

 

Marcos Silva