notícia

Pretensões maiores

Ricardo Gomes não se ilude com bom início e quer coroar trabalho com título
Atualizado em 04-03-2016, 17h01

Melhor campanha do Campeonato Carioca, com 19 pontos em sete jogos, e melhor defesa. As seis vitórias e um empate não são o suficiente para iludir ou fazer Ricardo Gomes pensar que está tudo certo no Botafogo. O treinador alvinegro lembra que o trabalho está apenas no início e que há ainda muito para acontecer na temporada.

- Ainda é muito cedo para conclusões. Os números são bons, o trabalho está bom, o ambiente também, mas não quer dizer nada. Um título ou uma boa campanha no Brasileiro é que vai dizer. Se estivesse tudo errado, também estava muito cedo para analisar - explica.

Com o Botafogo já classificado, o treinador vai promover mudanças na equipe. Na quinta, a formação foi: Jefferson, Diego, Renan Fonseca, Emerson Silva e Jean; Dierson, Fernandes, Gervasio Nuñez e Salgueiro; Neilton e Ribamar. Ricardo Gomes, por enquanto, confirma apenas Salgueiro e Neilton como titulares.

- Os dois começam a partida. O Neilton passou um tempo no departamento médico, voltou há 20 dias. Fez três jogos com meio tempo, quase isso. Salgueiro chegou um pouco mais tarde. São peças importantes - destaca.

Confira outros pontos da entrevista de Ricardo Gomes:

BOA FASE DE AIRTON

- Conheço o Airton já há um tempo. Quando era técnico do São Paulo, lembro que no Flamengo tomava conta do meio-de-campo, em dupla com o Willians. A partir daí, vi um bom jogador, teve duas ou três passagens infelizes, o que acontece. Ficou com marca de jogador violento e sem qualidade, mas ele não é assim, pode acabar com isso. Não é verdade. Ele é bom jogador, sabe defender e atacar. Não tenho outro jogador com característica dele, tenho jovens que podem entrar bem, como Dierson e Fernandes.

RIBAMAR

- Tem potência, está querendo, não basta ter qualidade técnica e força. Está concentrado, mostrando desde o primeiro treino que quer aproveitar a chance. Espero que continue, tem que ser assim sempre. Está conosco há meses, tem só 18 anos, mas não parece. É um jogador com muito a evoluir.

OPORTUNIDADE PARA JOVENS

- Quando se dá chance para um jogador, o melhor é que seja com o time montado. Tenho essa preocupação. Sem organização é melhor não dar essa chance, é uma pegadinha. Por isso temos esse cuidado, para que possam exercer da melhor forma.

BOAVISTA

- É um time organizado, de jogadores jovens mesclados com experientes, tem o Rodrigo iniciando a carreira de técnico. Até por isso o papo mais alongado com o time na quinta e o treino tático para entrarmos bem no jogo. Isso é importante, organização e bom conjunto.

Confira a galeria de fotos de Vitor Silva / SS Press / Botafogo!


Danilo Santos