notícia

Botafogo 2 x 1 Cabofriense

Com gol no fim, Fogão vence a quinta seguida e se isola na liderança
Atualizado em 21-02-2016, 18h58

 

 

Teve emoção até o fim, mas o Botafogo foi persistente para vencer a Cabofriense por 2 a 1, neste domingo, em São Januário. Os gols alvinegros foram de Luis Henrique e Neilton, este já no fim da partida, garantindo a quinta vitória em cinco jogos no Campeonato Carioca do líder do Grupo B.

O próximo adversário do Fogão é o Fluminense, quarta-feira, no Estádio Kleber Andrade, no Espírito Santo.

O JOGO

Ricardo Gomes mudou a formação e colocou três volantes em campo: Airton, Bruno Silva e Rodrigo Lindoso. No primeiro tempo, o time foi compacto no meio, trocou passes, mas teve dificuldades para furar a zaga adversária.

No início, o jogo foi estudado, disputado entre as intermediárias. Chutes de fora eram uma alternativa, tentadas por Rodrigo Lindoso e pelo adversário Carlinhos, ambos por cima. Quando a jogada clareou um pouco, Gegê avançou e bateu colocado, para fora, aos 16.

A Cabofriense esteve perto de marcar aos 19, quando Charles Chad recebeu na cara do gol, finalizou forte, no chão, e Jefferson fez uma grande defesa. O Botafogo, por sua vez, abriu o placar. Gervasio Nuñez lançou, Luis Henrique invadiu a área e tocou por baixo de Andrey para fazer 1 a 0, aos 21.

Porém, a alegria durou pouco. Quatro minutos depois, após lançamento longo, Charles Chad acertou chute com rara precisão, no ângulo, sem chances para Jefferson.

No restante do primeiro tempo, o Botafogo tentou em cruzamentos na área ou chutes de longe, mas sem sucesso.

Na etapa final, o panorama mudou. Ribamar entrou no lugar de Gervasio Nuñes e colocou fogo no jogo. Aos 2, foi Luis Henrique quem teve chance ao entrar livre na cara do gol, mas parar em Andrey e ter o chute desviado no rebote, passando perto.

O goleiro da Cabofriense voltou a aparecer ao encaixar falta perigosa cobrada por Rodrigo Lindoso e ao desviar com a ponta dos dedos chute cruzado de Luis Henrique, já aos 31.

De volta a campo, Neilton entrou bem no segundo tempo e criou jogadas pelo lado esquerdo. Em uma delas, tabelou, passou entre os dois e a bola sobrou para Luis Henrique, dentro da área, bater rente à trave, quase desempatando aos 36.

A pressão surtiu efeito. De tanto insistir, o Botafogo chegou ao segundo gol já no fim. Neilton teve sobra na entrada da área, bateu e o zagueiro se jogou para cortar com o braço. Pênalti convertido com categoria e tranquilidade pelo atacante, aos 45, explodindo a torcida alvinegra e garantindo mais uma vitória!

GALERIA DE FOTOS (Vitor Silva / SS Press / Botafogo)

 

BOTAFOGO: Jefferson, Luis Ricardo, Renan Fonseca (Joel Carli), Emerson e Diogo; Airton, Bruno Silva, Rodrigo Lindoso, Gegê (Neilton) e Gervasio Nuñez (Ribamar); Luis Henrique. Técnico: Ricardo Gomes.

Danilo Santos